(Fonte da imagem: Divulgação/Nintendo)

O Wii U chegou às lojas dos Estados Unidos no último dia 18 e, além de problemas técnicos identificados por alguns jogadores, ele continua gerando boas expectativas, pelo menos para a reta final de 2012. Quando o assunto é número de unidades vendidas, alguns analistas concordam que a estreia do novo console da Nintendo não deve enfrentar muitos problemas.

Contudo, a verdadeira prova de fogo virá depois de passada a onda inicial de entusiasmo, que reúne fãs da companhia e as festas de fim de ano, sempre regadas a muitas compras em quase todo o mundo. O ano de 2013, quando o Wii U já não for uma novidade recém saída do forno, é que mostrará ao mundo quais as capacidades atuais da Nintendo.

John Tayler, da Arcadia é um dos que apostam em uma estreia tranquila, mas em um 2013 exigente. “Onde isso vai chegar a ser um pouco mais desafiador é em torno de maio”, afirma. “Penso que a Nintendo terá que mostrar o que é verdadeiramente incrível sobre isso [o Wii U] nessa época.”

Já o analista da Wedbush, Michael Pachter, parece um pouco mais fatalista sobre o futuro do novo console da Nintendo. “O Wii U vai perder rapidamente o seu impulso positivo de lançamento, principalmente por causa do preço. Nós acreditamos que já existe um número de alternativas comparáveis e mais baratas”, garantiu a investidores em uma nota recente.

Além do público cativo

Eric Handler, analista da MKM Partners, faz uma reflexão sobre o público atingido pelo console e também sobre a falta de apostas de desenvolvedoras exclusivas para o Wii U.

“Eu acho que há espaço para a Nintendo este ano, mas isso é mais o seu público. Será que eles conseguem expandir além desse público?”, questiona Handler. “Todas as distribuidoras estão sendo bem cuidadosas com o Wii U. Nós não vemos muitos jogos específicos para o Wii U, eles são portados. Ninguém está realmente despejando dinheiro nisso agora.”

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: