(Fonte da imagem: divulgação/Nintendo)

Você se lembra do supercomputador Watson? Ele foi criado para desafiar as mentes humanas em desafios de lógica. Para controlar essa máquina, seria necessário um processador muito potente, não é mesmo? Pois esse mesmo processador está sendo utilizado para controlar o novo console da Nintendo, o Nintendo Wii U.

Pelo menos foi isso que divulgou a IBM, empresa responsável pela produção dos processadores. Segundo a fabricante, o chip utiliza transistores de apenas 45 nm e ainda oferece “muita” memória DRAM integrada, o que pode ser a explicação para tamanho potencial gráfico (como foi divulgado pelos vídeos mostrados na E3 2011).

É o primeiro passo da Nintendo em direção às altas definições (após um tempo de atraso em relação à Sony e à Microsoft). O que falta saber agora é a velocidade com que os processadores trabalham, já que ainda não foram divulgados os clocks ou outras especificações relacionadas ao componente. 

Cupons de desconto TecMundo: