Até o momento, a grande preocupação com sua rede WiFi em casa era que alguém pudesse roubar sua senha e, na cara dura, começasse a usar sua conexão, bem ao estilo "sanguessuga" mesmo. Imagine que agora, se você tem motivos para ser espionado por alguém, seu roteador pode se tornar um verdadeiro calcanhar de aquiles na sua segurança doméstica. É mais ou menos isso que pesquisadores do MIT (Massachusetts Institute of Technology) conseguiram fazer um roteador, utilizando seu sinal para detectar movimentos em qualquer cômodo.

Como você pode ver no vídeo, no momento em que o rapaz começa a se mover na sala, o gráfico passa a mostrar oscilações. Quando ele vai para um lado, o sinal manda as linhas para baixo e, quando vai para outro, elas seguem para cima.

Como funciona

Essa detecção de movimentos funciona basicamente como um radar ou sonar. O roteador fica enviando ondas eletromagnéticas constantemente e pode receber um retorno ou reflexo do próprio sinal. Dessa maneira, quando uma pessoa ou qualquer outro objeto atrapalha o fluxo das ondas no campo do roteador, ele é capaz de identificar até o sentido do deslocamento.

Como a tecnologia, chamada Wi-Vi, ainda se encontra em estágio experimental, não é possível determinar a localização exata das pessoas em cômodos. Isso, entretanto, não parece impossível, já que a direção do deslocamento já pode ser identificada. Falta agora apenas o sentido para que possamos ter uma ideia mais precisa.

Cupons de desconto TecMundo: