A PSafe descobriu um novo golpe que está rolando no WhatsApp e que também já infectou mais de 100 mil usuários do mensageiro. O ataque descoberto engana os usuários fingindo ser uma extensão "espiã" do app, mostrando com quem os seus contatos estão conversando no WhatsApp — obviamente, algo que não existe.

Além de conseguirem os dados sensíveis de quem clicar no link do "WhatsEspião", os cibercriminosos também cadastram os números em serviços de SMS pago; isso significa que o usuário começará a pagar uma taxa mensal no cartão de crédito.

O golpe consiste em receber uma mensagem de um contato conhecido ou de algum grupo do WhatsApp

"O golpe consiste em receber uma mensagem de um contato conhecido ou de algum grupo do WhatsApp, convidando as pessoas a ativarem a nova funcionalidade e, com isso, visualizarem as conversas de seus contatos", explica o processo a PSafe. "Para ativar o recurso, o falso comunicado induz o usuário a, primeiramente, compartilhar o link com dez amigos ou grupos para depois fazer o download do app com a função 'WhatsEspião'".

O CEO da PSafe, Marco DeMello, comentou o seguinte: “Um ‘cérebro biológico’ não é capaz de se defender de um ‘cérebro eletrônico’ (ataque cibernético). O usuário que utiliza um aplicativo de antivírus que possua bloqueio de antiphishing (páginas maliciosas) é alertado sobre a ameaça assim que ele clica na URL, podendo evitar o dano".

Veja abaixo as imagens do golpe:

Cupons de desconto TecMundo: