Mais um caso em que uma situação cotidiana se transformou em assédio. Desta vez, a história envolve Alex, um técnico da NET, e a fotógrafa Juliana Barros, de Santos.

No final de junho, Juliana, de 35 anos, solicitou a visita de um profissional da empresa para resolver um problema em seu apartamento. Porém, a falta de um adaptador fez com que o serviço não fosse concluído na ocasião.

Com o número de Alex em mãos, a mulher questionou o técnico sobre a peça e ele concluiu a conversa a chamando de "gata". Apesar de achar a situação estranha, Juliana não bloqueou o contato.

Juliana recebeu diversas ofensas de um técnico da NET

Infelizmente, a conversa não parou por aí: com mensagens enviadas depois das 23h, Alex disse que estava apaixonado por Juliana e passou a escrever vários insultos. Ela, que tem vergonha até de repetir o conteúdo, contou que, mesmo assustada, queria ver até onde o homem ia, para que pudesse fazer a denúncia.

Em entrevista ao Estadão, ela explicou que, no último dia 22, ele voltou a mandar mensagens: "Desta vez, ele escreveu que 'toda burguesa quer ser chamada de puta, quer tomar tapa na bunda e ser chamada de vaca'. Como eu já tinha o suficiente, fiz o bloqueio e procurei a polícia".

Mensagens enviadas por Alex

Com as provas, Juliana registrou a ocorrência no 4º Distrito Policial de São Paulo.

Ao ser comunicada sobre o caso, a NET enviou uma nota em que afirmava que o técnico havia sido demitido e que ela está à disposição para colaborar com a investigação.

Via Mega Curioso.

Cupons de desconto TecMundo: