A Canonical, empresa responsável pela distribuição Ubuntu, apresentou na última semana o protótipo de uma nova função que deve pintar nas próximas versões desta distribuição de Linux.

A ideia é tornar mais inteligente um recurso já implementado em outros sistemas: o de reconhecimento facial via webcam aplicado ao uso do computador. Ou seja, a câmera grava e o sistema interpreta os movimentos do usuário, transformando-os em ações realizadas no PC.

Algo parecido é utilizado no projeto Kinect da Microsoft, que será utilizado no console Xbox 360 e dispensa o uso de controles, pois reconhece os movimentos realizados pelos jogadores. Alguns aparelhos de celular, como o iPhone, também já possuem um sistema que reconhece os movimentos realizados pelo usuário.

A intenção dos desenvolvedores da Canonical é ir um pouco mais além do que já foi feito em relação a computadores. O que se pretende é que o Ubuntu seja capaz de reconhecer não só a movimentação, mas também a presença (ou ausência) do usuário.

Por exemplo, quando o usuário está assistindo a um vídeo e se afasta da tela para se acomodar na cadeira, o filme assume o modo tela cheia. Quando o utilizador se levanta da frente do monitor, os avisos e notificações que por ventura surgirem serão exibidos também em tela cheia, permitindo que eles sejam lidos a uma longa distância e evitando que informações muitas vezes importantes passem despercebidas.

Um vídeo divulgado pela Canonical é bastante explicativo sobre como deve funcionar este projeto que ainda não tem previsão de lançamento:

Cupons de desconto TecMundo: