Um dos próximos passos da evolução da tecnologia e da medicina são os dispositivos vestíveis que são capazes de analisar informações do seu corpo para oferecer diagnósticos e avaliações mais precisas sobre a sua saúde.

Mas não pense que isso é algo do futuro, pois vários deles já estão sendo desenvolvidos e poderão ser adquiridos em um futuro próximo. Conheça agora algumas das principais inovações que podem salvar ainda mais vidas.

6. Uma lente que verifica o açúcar no sangue

O Google X, laboratório experimental da Gigante de Buscas, criou uma lente de contato que é capaz de monitorar a saúde das pessoas com diabetes crônica. Ela usa um minúsculo chip sem fio e um sensor miniaturizado para medir os níveis de glicose no sangue uma vez por segundo.

Uma lente como esta poderá substituir outros tipos de sistemas de monitoramento de glicose no sangue que podem ser demorados e, muitas vezes, dolorosos. O Google espera tornar a doença mais fácil de gerenciar, de modo que os diabéticos possam aproveitar melhor suas vidas. O preço do produto ainda é desconhecido.

5. Monitor de órgãos vitais na testa

Faixas de cabeça são usadas em atividades esportivas para evitar que o suor produzido na região da testa atinja os olhos. Mas uma nova ferramenta mais tecnológica será capaz de resolver esse problema e ainda monitorar seus órgãos vitais.

Estamos falando da faixa desenvolvida pela Spree. Ela é fabricada em silicone flexível e é capaz de monitorar os movimentos do usuário, a frequência cardíaca e a temperatura corporal para fornecer resultados extremamente precisos. Além disso, ela cruza dados do usuário, como idade, sexo, peso e altura, para oferecer diagnósticos ainda melhores.

4. Purificador de ar de pulso

Uma árvore sozinha não é capaz de reciclar o ar à sua volta, mas uma floresta, sim. Este é o conceito por trás do Hand Tree, um bracelete capaz de absorver poluição, poeira e a fumaça de cigarro, emitindo um ar mais limpo.

O Hand Tree foi criado pelo designer russo Alexandr Kostin para o Electrolux Design Lab, uma competição mundial de alunos sobre design e tecnologia. Uma ideia muito conveniente, mas que depende da adesão maciça de grandes grupos.

3. Capacete que pede ajuda

É altamente recomendável o uso de capacetes em determinados esportes cujo risco de queda e demais acidentes é grande, como o mountain bike, a patinação e o rafting. E que tal um capacete capaz de detectar possíveis lesões em sua cabeça?

Essa é a proposta de ICEdot. Ele descobre se você está gravemente ferido ou mesmo inconsciente através de um pequeno sensor anexado ao acessório, comunicando-se com um aplicativo em seu smartphone para detectar impactos severos e pedir ajuda, mesmo que você não consiga fazer isso.

2. Pulseira que dá choque para corrigir hábitos

Corrigir um hábito pode ser uma tarefa bastante árdua, e nada melhor do que a tecnologia para dar uma mãozinha. A pulseira Pavlok faz mais que isso: ela emite choques para alertar sobre os seus maus costumes.

O acessório conta com todos os recursos que você espera encontrar em um monitor de atividade. Entretanto, seu principal foco é auxiliar no processo de “reabilitação” em apenas cinco dias. Quem achar os choques muito agressivos pode optar por sinais sonoros ou vibrações.

1. Roupa de treino inteligente

Relógios inteligentes, pulseiras e smartphones podem ajudar as pessoas a registrar informações durante as atividades físicas, mas há quem fique incomodado em ter que usar um acessório extra para tudo isso. Por isso, uma roupa inteligente pode ser a saída.

A OMsignal Biometric Smart oferece uma camiseta que tem sensores costurados à malha para acompanhar você na academia, no escritório ou em qualquer lugar que você frequente. E o melhor: dá para lavá-la sem precisar retirar nada.

Cupons de desconto TecMundo: