Kingdom Hearts Melody of Memory – devs explicam mecânicas musicais ao Voxel

3 min de leitura
Imagem de: Kingdom Hearts Melody of Memory – devs explicam mecânicas musicais ao Voxel

Recentemente, o Voxel teve a chance de conversar com os desenvolvedores e diretor de Kingdom Hearts: Melody of Memory, que nos falaram um pouco mais sobre a jogabilidade do game e alguns detalhes da história. Caso você não saiba, a franquia não costuma utilizar os termos "spin-offs" para seus jogos, por mais diferentes que sejam, pois todos contam para a trama principal, independentemente do estilo de jogabilidade.

para quem está por fora, Kingdom Hearts: Melody of Memory é um novo jogo da série que contará eventos logo após Kingdom Hearts 3. Contudo, a grande sacada é que o título será musical e terá um gameplay bem distinto dos demais game da franquia. E o que os devs têm a falar sobre ele?

Por que partir para o gênero musical agora?

Essa não é a primeira vez que vemos um jogo ritmo aparecendo nas IPs da Square Enix. Final Fantasy Theatrhythm foi um dos títulos que se aventuraram na jogabilidade musical e agora é a vez de Kingdom Hearts. Mas por que seguir nesse caminho depois de tantos RPGs de ação?

Em entrevista, Tetsuya Nomura, diretor do jogo (e da franquia nesse momento), disse que a ideia de Kingdom Hearts Melody of Memory é "refletir sobre a série através de memória,  e que músicas e lembranças estão bem conectadas uma da outra. Eu tenho certeza que você também vai achar isso", explicou.

-

E, de fato, um fã da franquia pode relembrar diversos momentos de flashback em que músicas tocantes da série foram extremamente marcantes. Mas, apesar de o motivo ser bom, Nomura disse que tem mais a ver com "destino" e a "chance" de explorar isso agora.

O diretor explicou que agora é o momento perfeito de recapitular tudo que vimos na franquia Kingdom Hearts até agora, através da música, para criar um jogo que parece um disco musical para ver toda a trama até o momento.

Jogatina coop e competitiva, algo inédito na série

Os mundos de Kingdom Hearts estão de fora dessa vez? Não exatamente. O jogador revisitará diversos dos icônicos universos da Disney, mas agora com um gameplay diferente: chamado de Field Battle, o sistema de ação musical do título requer que você acerte notas musicais em cinco faixas diferentes no melhor tempo para ganhar pontuação.

Cada inimigo que você enfrenta carrega os próprios golpes característicos, segundo Masanobu Suzui, co-diretor do game. O jogador terá que combinar os ataques para passar os níveis, ganhar experiência, leveis adicionais e até tentar pontuar “9999999”, o maior valor possível.

"Sob certas circunstâncias, você pode até invocar o Rei Mickey... Nós temos preparado uma variedade de mecanismos para fazer o jogo mais acessível aos jogadores. Melody of Memory também tem o Memory Dive, um sistema em que trechos de memórias (filmes) são reproduzidos no plano de fundo enquanto você mergulha ainda mais na tela e realiza comandos para atacar alvos que flutuam no espaço. Há também o modo de batalhas contra chefões", explicou o co-diretor ao Voxel. 

A

Entretanto, a maior sacada do título vem nas batalhas cooperativas e competitivas. Nos Modo Online, cada jogador escolhe uma faixa musical que é decidida aleatoriamente na competição. Durante a competição, cada oponente pode realizar ações que atrapalham o adversário e, no fim, quem tiver mais pontos ganha um Collector Card, algo que ainda não foi detalhado.

Mas Melody of Memory tem mais do que apenas competições, pois também há um modo cooperativo. Neste modo mais amigável, você e um amigo dividem a mesma tela, um controlando Sora e o outro Riku. Contudo, as músicas são adaptadas para ter faixas de ações diferentes aqui, que são especialmente criadas para dois jogadores experimentarem juntos.

A

Manasobo Suzui acredita que este modo vai, além de oferecer uma boa dose de diversão entre amigos e familiares, criar formas "curiosas" de jogar Melody of Memory, já que ele diz que talvez seja possível uma única pessoa jogar com dois controles ao mesmo tempo.

E a história? De onde vem e para onde vai?

Para quem jogou o DLC Re:Mind de Kingdom Hearts 3 sabe que o que vimos ali foi basicamente o "outro lado" da jornada de Sora durante os eventos finais do terceiro game. Apesar de o título se encerrar com um grande cliffhanger e nos deixar perguntando o que viria pela frente, nenhuma dessas perguntas foram respondidas.

Segundo Tetsuya Nomura, diretor do jogo, a trama se passará logo após os acontecimentos do DLC Re:Mind, portanto, é uma continuação direta da história. Nomura não revelou muito sobre o enredo, mas disse que ele será uma explicação dos resultados do final que sabemos até o momento. Além disso, o novo game vai contar o futuro de diversos personagens.

...

Kingdom Hearts: Melody of Memory chegará ao PS4, Xbox One e PC no dia 11 de novembro de 2020. E aí, empolgados pela nova entrada da série?

Kingdom Hearts Melody of Memory – devs explicam mecânicas musicais ao Voxel