Sons of the Forest: dedos podem ser mais aterrorizantes que os monstros

1 min de leitura
Imagem de: Sons of the Forest: dedos podem ser mais aterrorizantes que os monstros
Imagem: Repositório de imagens NZN

Sons of the Forest, continuação do icônico The Forest, já está disponível em acesso antecipado na plataforma Steam e agradado muito os fãs e aqueles que estão curtindo a franquia pela primeira vez.

O game conta com diversos elementos que assustam os jogadores, como cadáveres, canibais e mutantes com dentes afiados. No entanto, algo muito mais peculiar e medonho promete aterrorizar até os mais fortes de coração: dedos.

Fonte: VG247

No jogo temos dois companheiros, Kelvin, que é responsável por coletar recursos e construir estruturas, e Virginia, que ataca os inimigos do jogador com uma arma. Porém, ambos têm o terrível hábito de apontar para coisas e esse comportamento pode causar um certo frio na espinha, já que não é explicado o motivo e nem para o que exatamente eles estão indicando.

Fonte: VG247

Segundo o relato de Chris McMullen do site VG247, em determinado momento, ele estava construindo uma casa na árvore quando viu a dupla apontando para algo na escuridão. Não havia nenhum som, apenas a luz fraca de uma fogueira e de uma lanterna portátil. Pouco depois, barulhos de canibais se aproximando foram ouvidos, o que acabou quebrando o momento de tensão. Mesmo assim, Chris relata que esse momento o assombra até hoje.

A ausência de explicações para o comportamento dos NPCs aumenta a tensão e o medo dos jogadores, que se veem incapazes de compreender a ameaça. Além disso, o fato de que eles são mudos faz com que seus rostos sem expressão aumentem a sensação de estranheza e desconforto.

Mesmo com esse detalhe medonho, ou talvez até por causa dele, Sons of the Forest está agradando e muito os fãs! O título de terror já conta com quase 82 mil reviews na Steam, sendo 82% positivos.

E aí, o que acharam da bizarrice envolvendo os dedos dos NPCs? Contem para nós nas redes sociais do Voxel!

Fontes

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.