Summer Game Fest 2022 vai trazer menos anúncios de games

2 min de leitura
Imagem de: Summer Game Fest 2022 vai trazer menos anúncios de games
Imagem: Epic Games Store

Em uma entrevista publicada no site da Epic Games Store, Geoff Keighley, figurinha carimbada no mundo dos games e criador do Summer Game Fest, anunciou algumas mudanças para a edição deste ano do evento. Muito disso está associado aos estilos de jogos que serão trabalhados no futuro.

"Acho que tudo ficará bem compacto em questão de semanas, já que a indústria se apresenta para o mundo em junho, com todo mundo fazendo eventos", disse Keighley. "Eu sei que há um sentimento predominante de que todo mundo gosta de tudo encerrado em dois ou três dias, ou algo assim. Mas isso é muito difícil de fazer porque as empresas querem ter dias específicos para si. Então, não sei se algum dia voltaremos ao modelo antigo em que tudo é compactado em apenas alguns dias."

"Não é assim que as empresas trabalham hoje", disse ele. "Digo, elas estão mais para jogos de serviço ao vivo. Eu olho para o cenário agora, e as coisas mais empolgantes para mim estão vindo de muitos desses estúdios independentes, ou empresas apoiadas por capital de investimento, versus as grandes distribuidoras tradicionais."

Por conta desse novo foco dos estúdios, a edição deste ano do Summer Game Fest não terá duas horas de duração. Em vez disso, o seu conteúdo será distribuído entre os dias 9 e 12 de junho, com boa parte das apresentações importantes acontecendo na abertura. Somado a isso, o evento também terá algumas transmissões ao vivo que serão realizadas no Canadá, Estados Unidos e Reino Unido.



Nova E3?

No mesmo bate-papo, Keighley afirmou que tem ciência da importância de o seu evento acontecer no mesmo período em que tradicionalmente teríamos a E3 — que já teve sua edição deste ano cancelada para pensar em reformulações. Por conta disso, a organização já garantiu que vai tentar não pensar tanto no mercado ocidental.

"Há tantos desenvolvedores independentes incríveis ao redor do mundo. Tem sido muito interessante passar um tempo conversando com desenvolvedores este ano. Há muitas equipes na Ucrânia, onde ouvimos falar de jogos sendo desenvolvidos. Eles não conseguem terminar o trailer porque o estúdio precisa se mudar para outro país devido à guerra. É muito real. Uma das formas pelas quais o que está acontecendo no mundo afeta o desenvolvimento de jogos", continuou Keighley

"Temos pensado sobre isso, e acho que vocês verão um pouco desse tipo de ilustração do que está acontecendo no mundo em nosso evento de maneiras interessantes, ao falarmos sobre o estado global do desenvolvimento de jogos e sobre quem são as pessoas que estão fazendo esses jogos. Pensamos realmente em tentar mostrar uma visão bem global de quem está fazendo jogos por aí", finalizou.