God of War: vídeo compara visuais do PS5 vs. PC

3 min de leitura
Imagem de: God of War: vídeo compara visuais do PS5 vs. PC
Imagem: YouTube

Em abril de 2018, a Sony e Santa Monica Studio lançaram um dos melhores jogos da franquia God of War para PlayStation 4 e PlayStation 5, em uma aventura totalmente diferente. Nesta sexta-feira (14), a versão para computadores foi lançada e fizeram um vídeo comparativo para mostrar as diferenças visuais entre o PC e PS5.

Os desenvolvedores da Jetpack Interactive foram responsáveis por aprimorar a qualidade geral do jogo, já que os PCs podem ser equipados com diferentes processadores e placas de vídeo de alta potência — a Santa Monica Studio apenas supervisionou o trabalho da Jetpack. No vídeo do canal Cycu, no YouTube, a comparação é realizada entre PS5 e PC com placa de vídeo GeForce RTX 3080, ambos rodando a 60 FPS.

Muitos jogadores adoraram a nova versão por conta da alta qualidade de imagem — e é verdade, com um PC potente, e caro, será possível aproveitar a melhor qualidade de niti dezjá disponibilizada em um jogo da franquia.

Qualidade no "talo"

O título oferece resolução de até 4K e 120 quadros por segundo, além do recurso FidelityFX Super Resolution exclusivo em alguns jogos, da AMD, para melhorar a qualidade dos gráficos.

A nova versão do jogo também conta com a tecnologia Nvidia DLSS (Deep learning super sampling), que utiliza deep learning para aprimorar imagens renderizadas em resoluções menorese  atingir uma resolução superior. Outra novidade no jogo é o Nvidia Reflex, um modo para reduzir a latência do sistema de forma dinâmica, combinando otimizações da GPU e no jogo.

Comparativo técnico

O canal Digital Foundry, famoso por lançar vídeos técnicos de jogos, também destrinchou o game no PC. Nos testes, a equipe testou o game em placas top de linha e em GPUs de entrada, trazendo um conteúdo rico para quem ainda não sabe como o game se comporta em todos os tipos de PC.

Na comparação com o PS5 (versão retrocompatível do PS4 Pro em 60 fps), o canal citou que o PC tem qualidade de imagem bem superior, seja com DLSS ou imagem nativa, ao PS5 – já que o console da Sony herda a técnica de checkerboarding do PS4 Pro e pode trazer resultados bem borrados em alguns pontos. O DLSS, inclusive, traz imagens melhores que o 4K nativo em alguns casos. Além disso, o computador sai na frente em relação a sombras, oclusão de ambiente e reflexos.

Para aqueles que desejam rodar o game em 1080p e 60 fps, a GTX 1060 chega a dar conta do recado na qualidade original (apesar de ter quedas e a recomendação sera a GTX 1070), enquanto uma RTX 2060 Super consegue rodar o game em 1440p, configurações recomendadas do canal e em 60 fps. Essas métricas são sem o uso do DLSS: ao ativar o recurso, até uma RTX 2060 comum consegue rodar a qualidade Original em resoluçlão 4K com a qualidade Performance de DLSS.

E por falar em configurações recomendadas, Alex Battaglia recomenda algumas mudanças para ter a melhor performance possível nos quesitos gráficos mais bonitos possíveis. Como é de se esperar, os presets visuais de sombras aprimorados são os grandes vilões da performance e é recomendado apenas para GPUs de alto nível. Abaixo, a lista do Digital Foundry:

  • Qualidade de Texturas: Original para GPUs com 6 GB de VRAM, qualquer uma para GPUs com 8 GB de VRAM
  • Qualidade dos Modelos: Alto
  • Filtro Anisotrópico: Ultra
  • Sombras: Alto
  • Reflexos: Alto
  • Atmosfera: Alto
  • Oclusão de Ambiente: Alto

Por fim, o Digital Foundry enalteceu que o jogo pode ser bem pesado na CPU quando o objetivo for 120 fps, já que apenas processadores de última geração e top de linha dão conta de todos os frames. Em 60 fps, CPUs intermediárias não devem ter grandes problemas, mas áreas de loading e de estresse que possam causar travamentos podem ser corrigidas com uma mudança simples: diminuindo a qualidade de Modelos e Sombras, artefatos gráficos que podem gargalar o processador.

God of War já está disponível para download na Stea e na Epic Games.