Tratado como fracasso, Days Gone vendeu mais que Ghost of Tsushima

1 min de leitura
Imagem de: Tratado como fracasso, Days Gone vendeu mais que Ghost of Tsushima
Imagem: Bend Studio/Divulgação
Avatar do autor

Nesta última terça-feira, o perfil oficial de Ghost of Tsushima comemorava ter alcançado a marca de 8 milhões de cópias vendidas ao redor do mundo. O feito é sem dúvida alguma digno de comemoração, a menos que o jogo em questão seja Days Gone.

Pelo menos é isto o que afirma Jeff Ross, diretor do game sobre um apocalipse zumbi, do Bend Studio. Segundo ele, seu jogo vendeu mais de 8 milhões de unidades em um ano e seis meses, e ainda assim foi tratado como um fracasso pela gerência local.

A informação foi revelada pelo diretor no Twitter, em resposta ao compartilhamento de um artigo sobre o feito da aventura sobre samurais da Sucker Punch.



"Quando deixei a Sony, Days Gone tinha sido lançado havia um ano e meio (e um mês) e vendido mais de 8 milhões de cópias" disse Ross na rede social. "Desde então vendeu ainda mais, e então mais de um milhão [de cópias] na Steam", quando chegou em maio do ano passado à plataforma da Valve. Mesmo assim, segundo Ross, a "gerência local do estúdio sempre nos fez sentir como se [o jogo] fosse um grande desapontamento".

Quando confrontado por usuários do Twitter, que afirmaram que as notas dos dois jogos são bem diferentes, com Ghost of Tsushima sendo aclamado por público e crítica, Ross afirmou que este não é o caso. Segundo ele, o tratamento recebido pela equipe "era sobre as vendas, e não as notas".

Publicamente, nem a Sony e nem o Bend Studio jamais afirmaram que o jogo teria sido um fracasso, mas certamente não agradou o suficiente para ganhar uma continuação. Afinal, uma sequência de Days Gone teria sido sugerida e negada pela empresa do PlayStation.

Fontes