Os melhores jogos de estratégia de 2021

4 min de leitura
Imagem de: Os melhores jogos de estratégia de 2021
Imagem: Steam
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Para além dos jogos de ritmo frenético, que exigem movimentos precisos e transbordam adrenalina, existem os títulos de estratégia. Normalmente, mais focados em muita análise, criação de táticas, simulação de atividades e gerenciamento de recursos, os jogos do gênero receberam boas novidades em 2021 — desde sequências de grandes franquias até novos títulos, com elementos que podem incluir o uso de cartas e combate em tempo real.

O Voxel selecionou abaixo alguns dos melhores jogos de estratégia do ano. A lista não está em ordem de preferência nem leva em conta jogos mobile, expansões ou novas temporadas de títulos contínuos.

1. Age of Empires IV (PC)

Após um 3° capítulo de recepção mistura e projetos mobile controversos entre crítica e público, uma das séries mais consagradas do gênero de estratégia em tempo real retornou de forma triunfal em 2021.

Age of Empires IV tem diversos elementos clássicos da fraquia ao mesmo tempo que revitaliza mecânicas e gráficos. Nele, você revive confrontos históricos, como a Guerra dos Cem Anos e o auge do Império Mongol, além de escolher a civilização favorita para batalhas online.

Ficou curioso para saber mais? Confira aqui a análise do Voxel.

2. Evil Genius 2: World Domination (PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series X/S)

Se você quer apenas curtir um título do gênero sem tanto compromisso, Evil Genius 2: World Domination é uma boa sugestão. Nele, você cuida do covil de um vilão caricato, recruta capangas, elabora dispositivos e coloca em prática o seu plano de dominar o mundo.

3. Humankind (PC)

Desenvolvido pelo Amplitude Studios e distribuído pela SEGA, Humankind é um jogo de estratégia mais "cabeça", com vários elementos de Civilization e parte do grupo dos títulos 4X — sigla que combina os termos explorar, expandir, extrair e exterminar, 4 ações bem comuns nesses games.

Nesse game, você começa com uma civilização no período do Neolítico e deve desenvolvê-la a partir de diferentes eras. Para isso, é preciso cuidar de vários pontos ao mesmo tempo, como economia, diplomacia, religião e cultura. Além de tudo isso, o jogo tem um modo de batalha para quando o conflito é inevitável.

4. Loop Hero (PC e Nintendo Switch)

Mistura de RPG de fantasia medieval com elementos de estratégia, Loop Hero aposta em gráficos retrô e um estilo roguelike para conquistar o jogador em combates que não se tornam repetitivos graças à variedade de cenários e táticas.

Para resolver o feitiço do Lich e tirar o universo de um loop temporal, você deve utilizar o posicionamento de unidades a partir de cartas e exploração para avançar aos poucos e ficar cada vez mais forte.

5. Inscryption (PC)

Outro roguelike que utiliza cartas na jogabilidade. Neste, entretanto, a execução é diferente de aventuras épicas e de fantasia: de forma bastante original, Inscryption se apoia totalmente no gênero de terror, com uma história perturbadora com narrativa eficiente e mistura ainda mais gêneros. Evite muitos spoilers caso decida experimentar o título, já que o fator surpresa é um dos elementos mais elogiados desse jogo.

6. HighFleet (PC)

Esse jogo militar de batalhas aéreas é da MicroProse, a lendária desenvolvedora que iniciou franquias como Civilization e X-COM. Em HighFleet, você precisa lidar com gerenciamento de recursos e tropas, além de fazer exploração e diplomacia.

Em outros momentos, é hora de colocar "a mão na massa", participando de combates emocionantes e cheios de elementos em tela. Infelizmente, ele não está disponível em português.

7. Disciples: Liberation (PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series X/S)

Ótima combinação de RPG com estratégia, Disciples: Liberation tem combate por turnos e uma vasta exploração de mapas, com elementos políticos e uma campanha com promessa de mais de 80 horas de jogatina.

E a estratégia não se resume ao campo de batalha: o game é permeado por escolhas que devem ser feitas pelo jogador, todas com consequências futuras relevantes.

8. Evertried (PC, PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X/S e Nintendo Switch)

Representante brasileiro da lista, Evertried é mais um título com elementos de roguelike combinados com estratégia.

A partir de uma visão isométrica e com uma base baseado em turnos, você encara cenários desafiadores e estreitos, subindo uma torre de 50 andares na medida em que elimina os adversários e vai ficando cada vez mais habilidoso entre golpes e o uso do dash. Os requisitos de sistema bastante acessíveis também são uma qualidade do game.

9. Warhammer Age of Sigmar: Storm Ground (PC, PS4, Xbox One e Nintendo Switch)

Adaptado de um jogo de miniaturas, o jogo de combate por turnos Warhammer Age of Sigmar: Storm Ground coloca o jogador no comando de uma facção com habilidades e unidades únicas. O universo inclui dragões celestiais, cavaleiros e feiticeiros, com melhorias que são coletadas ao longo da história.

Além das tradicionais batalhas multiplayer, o jogo apresenta uma campanha roguelike não linear para o gamer treinar e montar o melhor exército possível.

10. Smelter (PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series X/S Nintendo Switch)

Outra mistura curiosa de gêneros, Smelter tem momentos de plataforma de ação que lembram muito a franquia Megaman, enquanto outros "viram totalmente a página" e, aí sim, entram no campo da estratégia em tempo real. O jogador controla Eva, a personagem bíblica, porém em uma versão alternativa, com uma armadura e diferentes armas.