Resident Evill Village: DLC será lançado gratuitamente, diz Capcom

2 min de leitura
Imagem de: Resident Evill Village: DLC será lançado gratuitamente, diz Capcom
Imagem: Miguel Lagoa/Shutterstock
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Capcom revelou, nesta sexta-feira (29), que o DLC de Resident Evil Village será gratuito para quem tiver o jogo base. A informação consta no relatório anual da empresa que foi divulgado online, que revela um pouco sobre o desempenho comercial da desenvolvedora em 2021 e os planos para os anos seguintes.

No documento, a companhia japonesa diz que a expectativa é que o oitavo jogo da série principal da franquia de zumbis continue vendendo bem no próximo fiscal. O game já vendeu mundialmente mais de 5 milhões de cópias, o que foi considerado um registro expressivo, já que a marca foi alcançada de maneira mais veloz que Resident Evil 7.

Sobre as políticas da empresa, Yoichi Egawa, diretor executivo da Capcom, disse que novos modelos de negócio online estão sendo pensados e que as preferências dos clientes estão sendo analisadas. Neste ponto, ele explicou que a empresa entendeu que novos DLCs de Village e também de Monster Hunter Rise deveriam ser gratuitos.

Resident Evil Village

O conteúdo adicional de Village foi anunciado em junho deste ano, durante a E3. Apesar da revelação, não há nenhuma confirmação sobre a história do extra. Na época, a Capcom justificou o DLC dizendo que havia “muita demanda popular”.

Novas IPs e RE Engine

O relatório da Capcom tem mais de 100 páginas e dá outros detalhes interessantes sobre a visão comercial da empresa sobre seus jogos. Um exemplo é o entendimento que Resident Evil 3 Remake é considerado um “hit”, já que alcançou 3,9 milhões de cópias vendidas, apesar da recepção mista do público e da crítica. Esse selo de hit também foi atribuído a Monster Hunter Rise, que vendeu 4,8 milhões de unidades.

“Neste ano fiscal, as atividades sociais foram geralmente restritas devido à disseminação da covid-19, mas graças ao forte desempenho dos títulos Monster Hunter Rise e Resident Evil 3, além de um desempenho sólido de versões digitais altamente lucrativas de títulos de catálogo, conseguimos atingir mais de 50% no crescimento do lucro em comparação com o ano anterior”, diz trecho do texto.

Capcom

A marca japonesa também defendeu que está trabalhando no desenvolvimento da RE Engine e em novas propriedades intelectuais (IPs). Sobre as IPs, inclusive, foi explicado que Pragmata, jogo anunciado em junho de 2020, está em “progresso constante”.

Egawa pontuou, inclusive, que Pragmata está nas mãos de desenvolvedores jovens. “Eu sinto que incorporar as sensibilidades dos jovens que são nativos digitais adiciona um novo apelo à IP. Além disso, a estrutura que introduzimos garante que nossos funcionários mais jovens, que são altamente capacitados, sejam apoiados e treinados por suas equipes, de modo que, para o próximo cargo em que trabalharem, possam assumir o papel de um membro central liderando seu desenvolvimento geral”, explicou.