Criadora de placas escuras para o PS5 provoca Sony e é processada

1 min de leitura
Imagem de: Criadora de placas escuras para o PS5 provoca Sony e é processada
Imagem: Dbrand (via Gizmodo)

O PS5 precisou apenas de alguns dias no mercado para que uma imensidão de placas de cobertura aparecessem por outras fabricantes, oferecendo aos interessados novas opções de cores e desenhos para enfeitar seus consoles. A Sony não teria condições de tentar derrubar todas essas ofertas por uma infração de patentes, mas uma dessas fabricantes a companhia está fazendo questão de processar: a Dbrand.

A Dbrand já trabalha bastante com capas e coberturas para celulares, e resolveu se arriscar na hype do PS5 também, oferecendo uma cobertura escura para o console no início deste ano. Seguindo o padrão do plástico original, a marca resolveu criar sua própria versão dos pequenos símbolos que cobrem a parte interna das superfícies, transformando as clássicas formas dos botões dos controles numa versão mais "trevosa" deles.

Destaque das formas na cobertura da placa da DbrandDestaque das formas na cobertura da placa da DbrandFonte:  Dbrand (via Kotaku) 

Não satisfeitos, a Dbrand quis fazer humor e piadas na descrição do produto, dizendo que a textura traz "uma releitura pós-apocalíptica familiar, porém legalmente distinta, das clássicas formas dos botões do PlayStation". A empresa atribui a forma de pensar a um de seus advogados, praticamente desafiando a Sony a processá-los.

Meses depois, a fabricante do PS5 resolveu acatar o desafio, junto com uma carta de "parar e desistir", que suspendeu imediatamente a venda das placas escuras no site da Dbrand.

Levar um processo de uma gigante como a Sony às vezes pode servir pra colocar sua marca no mapa, mas se esse era o plano, a Dbrand ainda não vai admitir. Em vez disso, a companhia foi ao Reddit reclamar imensamente da ação legal que está enfrentando, inclusive mencionando Round 6 e seu uso dos mesmos símbolos, ignorando, obviamente, as diferenças no contexto de cada uso.

Fontes