Diretores da Ubisoft são acusados novamente de abusos

1 min de leitura
Imagem de: Diretores da Ubisoft são acusados novamente de abusos
Imagem: Ubisoft

Já faz algum tempo que a Ubisoft vem sendo acusada de abuso por parte de seus funcionários, e até mesmo Yves Guillemot, diretor-executivo da empresa, já alegou que tomaria providências para que esse cenário mudasse. Entretanto, de acordo com relatos que estão na rede parece que as coisas ainda permanecem da mesma forma no estúdio francês.

Na última quinta-feira (15), alguns funcionários registraram uma queixa formal contra crimes de abuso no tribunal de Bobigny, na França, em nome da união de trabalhadores do setor de informática e de dois ex-funcionários da Ubisoft.

“A queixa em questão coloca a Ubisoft como uma instituição legal na qual acontecem abusos sexuais, além de manter e reforçar um sistema no qual essas ações são toleradas porque é mais rentável para companhia manter os abusadores do que proteger os funcionários”, escreveu a instituição Solidaires Informatique Jeu Vidéo em uma mensagem publicada no Twitter e traduzida pelo site Kotaku.




Entre os acusados destas ações estão Serge Hascoët, antigo diretor criativo da empresa, e Tommy Francois, antigo vice-presidente editorial, que já haviam sido desligados de seus cargos no ano passado. A acusação também aponta Cecile Cornet, antigo chefe do setor de recursos humanos que “permitia que os abusos acontecessem na companhia” e até mesmo Guillemot – que apesar de não estar relacionado a nenhum abuso, é nomeado por ser o chefe da companhia em que tudo acontece.

Até o momento da publicação desta notícia a Ubisoft ainda não havia se pronunciado oficialmente sobre o assunto.

Fontes

Diretores da Ubisoft são acusados novamente de abusos