Chefe da Sony não quer jogos medianos no catálogo e defende adiamentos

1 min de leitura
Imagem de: Chefe da Sony não quer jogos medianos no catálogo e defende adiamentos
Avatar do autor

Talvez adepto do ditado "a pressa é inimiga da perfeição", Jim Ryan, CEO da Sony Interactive Entertainment, declarou em uma entrevista que acredita achar melhor esperar que os estúdios desenvolvam um ótimo título em vez de apressá-los, pois as pessoas só se lembram dos melhores jogos.

"É melhor esperar e ter um game excelente do que correr e ter um que está ok ou apenas bom. Os jogadores só se lembram dos melhores, em vez dos oks. Se for ótimo, eles podem querer uma sequência e também comprá-la, mas ninguém realmente se importa com um jogo que é só ok", afirmou Ryan.

Fonte:  Jim Ryan/Twitter/Reprodução 

Contudo, o CEO também explicou que é preciso pensar nas considerações financeiras e no portfólio de produtos, o que leva a empresa a pressionar os estúdios para que entreguem seus produtos na data esperada. “Mas, em geral, não queremos algo que seja bom, queremos o melhor”.

Além disso, ele explicou o que o leva a considerar um título excelente, dizendo que precisa despertar as emoções dos jogadores, e oferecer uma experiência imersiva e integrada.

Fonte:  PlayStation/Reprodução 

Ainda durante a entrevista, ele compartilhou que Ratchet & Clank: Rift Apart foi o melhor game que jogou no ano passado, ficando surpreso com a alegria que sentiu durante o gameplay.

E quando questionado sobre os futuros lançamentos da Sony, Ryan disse que Horizon Forbidden West e God of War são os mais aguardados de seus estúdios originais, mas que FIFA e Call of Duty ainda são muito populares entre os fãs da PlayStation.

Chefe da Sony não quer jogos medianos no catálogo e defende adiamentos