Activision: do pior ao melhor, segundo a crítica

7 min de leitura
Imagem de: Activision: do pior ao melhor, segundo a crítica

Abrir uma empresa no final dos anos 70, era inicial do mercado dos videogames, e mantê-la relevante mesmo após 40 anos não é pra todos, principalmente considerando a variedade gigante de títulos lançados.

Claro que ela não é perfeita, mas você já teve alguma memória incrível criada por conta de um jogo dela. Vocês votaram e aqui está o do Pior ao Melhor Especial da Activision. Aqui estão nossos critérios, prestem bastante atenção:

  • As notas apresentadas são baseadas no agregador de notas Metacritic. Se o título foi lançado para mais de uma plataforma inicialmente, pegaremos as notas de cada uma das versões e faremos uma média aritmética.
  • Nós rankeamos os 5 melhores e os 5 piores games da empresa, afinal, essa é a ideia do quadro. Como tivemos empates, teremos mais de 5 jogos entre os melhores, mas só 5 posições.
  • Também não entraram na lista exclusivos e versões de mobile e de portáteis.

Vamos começar com os melhores!

5) Call of Duty: Modern Warfare 2 (2009) - 91,3 (PC, PS3, Xbox 360)

Em quinto lugar, temos Call of Duty: Modern Warfare 2, lançado em 2009. Sua história acompanha a força multinacional Task Force 141 que está caçando o líder do partido ultranacionalista russo Vladimir Makarov e o grupo do Primeiro Batalhão dos U.S. Army Rangers que estão protegendo a capital do país de uma invasão russa.

Além do modo campanha, há o Spec Ops, um modo single ou co-op que coloca os jogadores para completar diversos objetivos, e o Multiplayer, que traz diversos tipos de partida com armas e killstreaks diferentes.

O game foi um absoluto e completo sucesso, mesmo que sua versão de PC não tenha ido tão bem. Sua campanha é curta e o plot é confuso, mas ela é uma injeção de ação direto na veia, com plot twists bem pensados, além de ter missões cooperativas divertidas e um multiplayer competitivo rico, profundo e recompensador. Sua nota é 91,3.

4) Tony Hawk's Pro Skater (1999) - 92 (PS1, Nintendo 64, Dreamcast)

O primeiro game da franquia foi lançado no longínquo ano de 1999 e impressionou por diversos aspectos. Tony Hawk's Pro Skater permitia que o jogador controlasse diversos skatistas famosos pelos mais diversos mapas e fizesse as mais loucas manobras que sua cabeça pudesse imaginar. Para a época, seus gráficos 3D eram impressionantes, nítidos e suaves.

O jogador deveria completar alguns objetivos nas fases do modo carreira, mesmo que não fosse necessário realizar todos em uma única tentativa. Esses objetivos poderiam ser juntar todas as letras pra formar a palavra SKATE, alcançar uma quantidade específica de pontos e assim vai. Além disso, há também o modo livre e o multiplayer local, que com certeza divertiram milhares de jovens por muitas horas.

Os críticos ficaram admirados com a qualidade do título. Consistente, imaginativo, denso, viciante, intuitivo foram algumas das palavras usadas para descrevê-lo. Os elogios vão desde a física até a trilha sonora, passando pelos mais diversos aspectos técnico possíveis. O jogo ficou em quarto lugar na nossa lista com 92 de nota.

3) Call of Duty 4: Modern Warfare (2007) - 93,3 (PC, PS3, Xbox 360)

Call of Duty 4: Modern Warfare, lançado em 2007, ficou em terceiro lugar. Esse foi o primeiro título da série a não retratar os acontecimentos da Segunda Guerra Mundial, com seus eventos se passando em 2011, quando um lider radical executou o presidente de um país do oriente médio, o que levou a uma guerra civil na Rússia encabeçada por um movimento ultranacionalista.

Mesmo com sua história engajante, o que se destacou mesmo foi seu modo multiplayer com diversos tipos de partida, killstreaks, armas modernas, recompensas em XP para comprar novos itens, personalização de classes abrangente e assim vai.

O título foi muito elogiado por seu modo história de altíssima qualidade, seu multiplayer recompensador e sua apresentação audiovisual incrível. Claro que nem tudo foi perfeito, já que sua campanha é relativamente curta, mas isso não afetou sua nota, que ficou em 93,3.

2) Tony Hawk's Pro Skater 3 (2001) - 93,5 (PS1, PS2, Xbox, PC, Nintendo 64, GameCube)

Tony Hawk's Pro Skater 3, lançado em 2001, ocupa o segundo lugar dessa nossa lista. O game introduziu uma cacetada de novos tricks, como o reverts, que permitiam os jogadores conectarem manobras verticais com manuais, isso para aumentar ainda mais a pontuação. O game também foi o primeiro da franquia a trazer funcionalidades online que infelizmente não podem ser mais acessadas por conta dos servidores terem sido fechados

A maioria das versões usavam um motor gráfico melhorado e mais caprichado, mas os jogadores do Play 1 e Nintendo 64 tiveram que se contentar com o mesmo motor gráfico de Pro Skater 2. E falando em versões, a de Xbox trouxe uma melhoria no frame rate em comparação com as de PS2 e GameCube, além de ter um level adicional, chamado de Oil Rig.

E sobre a crítica, o título é até hoje descrito como um dos melhores lançados para o PlayStation 2. Muitos analistas descreveram ele como incrível, viciante e até perfeito, ou seja, não há mais nada a dizer a não ser a nota: 93,5.

1) Tony Hawk's Pro Skater 2 (2000) - 94,5 (PS1, PC, Nintendo 64, Dreamcast)

E finalmente chegamos ao topo, ao primeiro colocado com ele, um dos mais amados jogos de esportes já lançados, Tony Hawk's Pro Skater 2. Além de melhorias gráficas em relação ao anterior, ele foi o jogo que introduziu uma das manobras mais importantes para quem adora fazer centenas de pontos de uma vez: o manual, muito usado para conectar uma manobra a outra sem perder a sua pontuação.

Não só isso, mas ele também introduziu o editor de levels, que possibilitou as mais loucas pistas serem criadas. Personalizar levels não é o suficiente? Que tal então personalizar seu próprio personagem pela primeira vez na franquia? Nada mal, não é mesmo? E é óbvio que a crítica ficou apaixonada pelo título. Entre os elogios dos analistas temos a gameplay viciante, os gráficos detalhados, a precisão e fluidez dos controles, a trilha sonora e as customizações.

Ah, e eu esqueci da coisa mais importante de todas: da pra jogar com o Homem-Aranha. A versão de PS1 do jogo possui 97 de nota e está empatada em segundo lugar como o game mais bem avaliado de todos os tempos, mas fazendo uma média das notas de todas as versões, ficamos com 94,5, o que é o suficiente para encabeçar essa nossa lista.

Vamos para os piores

5) Tony Hawk's Pro Skater 5 (2015) - 35,5 (PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One)

Existe uma palavra para descrever Tony Hawk's Pro Skater 5: fracasso. O jogo era esperado pelos fãs como o título que iria reviver o legado da série que passou por tantos games horrorosos, mas foi exatamente o contrário que rolou.

Ele veio com o objetivo de ser parecido com os primeiros da série, criados pela finada e saudosa Neversoft, mas apresentou péssimas mecânicas como Stomp, gráficos do PS2, jogabilidade e mecânica capada, design confuso cheio de telas de loading, a falta de um multiplayer local e um resultado final que parece incompleto. Um dos poucos pontos positivos que dá pra falar dele é a trilha sonora, o resto é deplorável. Sua nota foi de 35,5.

4) The Walking Dead: Survival Instinct (2013) - 34,6 (PS3, Xbox 360, Wii U, PC)

The Walking Dead: Survival Instinct, lançado em 2013, funciona como um prequel para a série de TV, acompanhando o personagem Daryl e seu irmão Merle a caminho da cidade de Atlanta. O título é um FPS em que o jogador deve explorar prédios e outros ambientes para juntar recursos enquanto enfrenta diversos zumbis.

Mesmo possuindo como protagonista um dos personagens mais amados da série The Walking Dead, o jogo peca em tudo, tendo mecânicas de gameplay quebradas, gráficos fracos, mapas sem graça e falta de uma história relevante. Sua nota é 34,6.

3) The Simpsons Wrestling (2001) - 32 (PS1)

Vamos então para um esporte que eu amo, luta livre. The Simpsons Wrestling, lançado em 2001, é um game de luta que coloca 20 personagens do famoso desenho The Simpsons para se enfrentarem em lutas no maior estilo WWE. Cada lutador presente possui habilidades diferentes inspiradas na personalidade dos mesmos, que inclusive possuem as vozes dos atores originais.

O título foi extremamente criticado na época por conta de sua gameplay extremamente simples e desbalanceado, seus gráficos simplesmente horrorosos e seus controles horripilantemente confusos. Esse jogo vergonhoso ficou com 32 de nota.

2) Teenage Mutant Ninja Turtles (2013) - 25 (Xbox 360, Wii)

Lançado em 2013, Teenage Mutant Ninja Turtles foi o primeiro jogo da nova série de TV do grupo de anfíbios mais amado da cultura pop. Seu gênero é beat ‘em up, escolhido para trazer aquela sensação de nostalgia por conta do clássico Teenage Mutant Ninja Turtles: Turtles in Time. Mas o tiro saiu muito pela culatra.

O game foi extremamente criticado pelos seus péssimos gráficos, performance pífia e gameplay horrorosa e repetitiva. Sua nota foi 25.

1) Fast & Furious: Showdown (2013) - 21,5 (PS3, Xbox 360, PC, Wii U)

É, senhor Dominic Toretto, a tua franquia pode fazer sucesso nos cinemas, mas no mundo dos games é só desgraça. Fast & Furious: Showdown, lançado em 2013, é um jogo cooperativo de corrida que traz todos os personagens da série de filmes menos o interpretado por Vin Diesel. Os players devem cumprir diversas missões que misturam corrida com batalhas de carros.

Tá, agora é a hora da porrada: esse game não faz nada de certo! Ele é todo quebrado, pouco divertido e só é interessante para jogadores casuais extremamente fãs da franquia (isso se tiverem coragem de gastar dinheiro com ele). Sua nota é 21,5.

Activision: do pior ao melhor, segundo a crítica