Os 10 jogos mais Rock 'n Roll da história!

5 min de leitura
Imagem de: Os 10 jogos mais Rock 'n Roll da história!
Imagem: Double Fine

13 de julho é a data em que o mundo inteiro comemora o Dia do Rock, uma ótima ocasião para relembrar algumas das nossas bandas e músicas favoritas! Como o rock não se limita apenas ao som, mas também a todo um estilo de vida, é natural que a sua influência se espalhe também para outras mídias e formas de arte.

Assim, desde os tempos dos 8 bits até os dias de hoje, não faltam jogos focados em celebrar o gênero. Pensando nisso e aproveitando esse dia tão especial, vamos relembrar 10 dos games mais rock and roll que já foram feitos. Alguns são incríveis, outros nem tão bons, mas todos elees compartilham uma coisa em comum: dão aquela vontade de colocar o som no talo! Confira a nossa seleção a seguir:

Rock and Roll Racing (1993 no Super Nintendo e 1994 no Mega Drive)

Quando a Blizzard ainda era conhecida como Silicon & Synapse, Inc, o estúdio californiano lançou um jogo de corrida bem diferente de tudo que já tínhamos visto até então! Não só pelo seu eletrizante gameplay arcade focado em aprimorar o seu veículo futurista e explodir os rivais, mas especialmente pelo uso pioneiro de grandes clássicos do Rock em sua trilha sonora, com charmosas versões de Paranoid, Highway Star, Bad to the Bone e mais! Dá para relembrar essa experiência nos consoles modernos através da Blizzard Arcade Collection.

GTA San Andreas (2004 no PlayStation 2 e 2005 no PC e Xbox)

Apesar de termos destacado o incrível San Andreas por aqui, não seria absurdo dizer que todos os jogos da desenvolvedora Rockstar transbordam rock já no seu DNA, como o próprio nome do estúdio já deixa claro. Desde os temas abordados na história de GTA até a sua seleção musical, a franquia é a cara dos rockeiros de plantão! A melhor pedida era sintonizar na Radio X e cortar as ruas da cidade ao som de Depeche Mode, Guns N' Roses, Alice in Chains, Soundgarden e muito mais!

Revolution X (1994 no Arcade, PC, SNES, Mega Drive, PlayStation e SEGA Saturn)

Muito antes de estrelar o seu próprio título da franquia Guitar Hero, a banda Aerosmith já estava envolvida com videogames. Nesse jogo de tiro sobre trilhos, o principal atrativo era curtir alguns de seus maiores sucessos durante os combates, como as faixas Eat The Rich, Sweet Emotion, Toys in the Attic e Walk This Way.

Kiss Psycho Circus The Nightmare Child (2000 no PC e Dreamcast)

Quando o Kiss ainda estava no auge, a GodGames e Third Law Interactive tentaram criar um game de tiro em primeira pessoa 3D seguindo os passos dos maiores sucessos da época. Apesar de não fazer cócegas nos gigantes do gênero, essa era uma aventura bem decente até para quem não curtia tanto assim a banda e só buscava um tiroteio descompromissado e com forte identidade visual.

Scott Pilgrim vs. the World the Game (2010 no PlayStation 3 e Xbox 360, 2021 no Switch, PS4, Xbox One, PC, Stadia)

Tanto os quadrinhos do autor Bryan Lee O'Malley como o filme inspirado em sua HQ já eram bem rock and roll por sua própria natureza, tanto nas onipresentes referências musicais como nos shows da banda fictícia Sex Bob-Omb. O game recaptura esse sentimento muito bem e conta com uma trilha sonora eletrizante gravada pela banda Anamanaguchi!

Tony Hawk's Pro Skater 2 (2000 no PlayStation, Dreamcast e PC, 2001 no Xbox e Nintendo 64)

Não dá para falar no avanço do uso de músicas licenciadas em videogames sem valorizar o legado da série Tony Hawk's Pro Skater. Até hoje os fãs sabem as playlists dos principais títulos da franquia de cor e, embora seja difícil escolher apenas um game para destacar, o incrível THPS 2 talvez seja o que melhor equilibra excelente gameplay com músicas empolgantes, como a icônica Guerilla Radio do Rage Against the Machine.

FIFA: Road to World Cup 98 (1997 no PlayStation, Nintendo 64, PC e Sega Saturn)

Embora seja comum enaltecer as contribuições de THPS para o uso de rock nos videogames, muitos esquecem da importância da série FIFA! Pois é, a franquia anual de futebol da EA empenhou muito esforço e dinheiro para associar grandes músicas aos seus lançamentos assim que a tecnologia permitiu. No final dos anos 90 e começo dos 2000 tivemos ótimas openings ao som de Blur, Robbie Williams, Gorillaz e muito mais! Até hoje os jogos da franquia incluem playlists gigantescas, mas agora abraçando os mais diversos gêneros.

Guitar Hero 2 (2006 no PlayStation 2 e 2007 no Xbox 360)

Quem viveu a época deve lembrar muito bem da febre que os jogos musicais se tornaram graças ao sucesso de Guitar Hero. Desde que a Harmonix lançou o seu primeiro capítulo em 2005 apenas no PS2, as guitarrinhas de plástico inspiradas na Gibson SG foram se tornando itens cada vez mais comuns nas casas dos jogadores. No segundo jogo já são quase cinco horas de músicas ao todo para a galera brincar de astro do rock tentando somar o máximo de pontos possível em um gameplay extremamente viciante!

Rock Band (2007 no Xbox 360, PS3 e PS2, 2008 no Wii)

Enquanto a franquia Guitar Hero continuava crescendo em popularidade, a Harmonix foi adquirida pela MTV Games e, em 2007, lançou uma nova série musical. Graças ao seu gameplay ainda mais profundo, novos instrumentos musicais foram lançados para acompanhar as guitarrinhas, de forma que agora elas era acompanhadas por baterias e microfones, tornando a experiência social ainda mais instigante! Entre as bandas de maior destaque da trilha temos Red Hot Chili Peppers, Foo Fighters, David Bowie e The Who.

Brütal Legend (2009, PC, PlayStation 3 e Xbox 360)

Tim Schafer é um dos desenvolvedores mais criativos da indústria e, embora os seus jogos flertem com as mais diversas temáticas e gêneros, ele nunca escondeu o seu apreço pelo bom e velho rock. Já na capa do clássico adventure Full Throttle tínhamos a promessa de mergulhar em uma "jornada heavy metal", mas foi no excelente Brütal Legend que Tim escreveu a sua maior carta de amor à música.

Protagonizado por seu amigo Jack Black (que também estará na trilha sonora do novo Psychonauts 2), o game ainda trazia participações de figurões como Ozzy Osbourne, Lemmy Kilmister e Lita Ford. Toda a sua estética e temática giram ao redor de comemorar o Rock and Roll, e nós só podemos agradecer por um projeto tão legal ter tomado forma!

O que você achou da nossa lista? Qual é o game mais rock and roll que você já jogou? Aproveite e conte para a gente aqui nos comentários qual é a sua banda favorita nesse Dia do Rock!