Friday the 13th: diretor revela ideias abandonadas para o game

2 min de leitura
Imagem de: Friday the 13th: diretor revela ideias abandonadas para o game
Avatar do autor

Um dos responsáveis pela criação do jogo Friday the 13th, Wes Keltner, foi ao Twitter para revelar ao público alguns conteúdos que estavam em desenvolvimento para o título e foram deixados pela metade.

Há alguns anos, disputas judiciais a respeito dos direitos da franquia Sexta-Feira 13 impedem ou restringem o lançamento de novos materiais envolvendo Jason Voorhees, o acampamento Crystal Lake e outros elementos — os servidores dedicados foram encerrados em 2020, junto com a chegada da última atualização oficial, mas anos antes esse trabalho já estava ameaçado.

Segundo o desenvolvedor, "tempo demais já se passou" e ele agora pode revelar os projetos que ficaram pendentes. No texto, Keltner comenta sobre dois pacotes de skins e cenários personalizados, além de um modo de jogo totalmente novo, todos em fases diferentes de desenvolvimento no estúdio Gun Media.

"Sei que isso é agridoce, alguns vão lamentar, outros acharem que são boas ideias, alguns ficarão furiosos. Eu compreendo a raiva, eu sinto isso também. Mas gostaria que todos soubessem que amamos essa franquia e esse jogo. Tínhamos ótimas ideias para ele. Ideias que acreditávamos que vocês achariam divertidas, de engajamento e recompensadoras. Gostaria que tivesse tido diferente", conclui o desenvolvedor.

Paranoia

O novo modo de jogo seria chamado de Paranoia, com uma jogabilidade que lembra o sucesso Among Us. Nas partidas, não há um jogador selecionado como Jason: todos seriam monitores do acampamento e um dos objetivos era encontrar a máscara do assassino — especificamente o modelo de Sexta-Feira 13: Parte 5. Um teaser chegou a ser lançado com a trilha sonora do clássico Suspiria, de Dario Argento.

Quem achasse os item podia matar os demais e fingir que é uma pessoa normal ao esconder a identidade e, caso eles fossem assassinados, outro jogador poderia se tornar o vilão. Modos de escapar inovadores seriam criados, exigindo mais de um personagem para a fuga. "Tinha momentos de diversão, mas precisava de polimento", disse o executivo.

Pacotes de conteúdo

Uma das atualizações programas era de roupas no estilo "festa do pijama". Para promover a novidade, a Gun Media lançaria até mesmo um número de telefone que parodiava os bate-papos eróticos que eram moda nas décadas de 1980 e 1990. Entretanto, a ação judicial impediu o lançamento desse conteúdo.

O segundo pacote previsto tinha como tema "festa de formatura", deixando os personagens com vestidos e ternos. Um dos cenários seria uma pista de dança e até itens temáticos do mapa teriam uma nova aparência, como tigelas de ponche — que poderiam ser usadas por Jason em mortes.

Friday the 13th: diretor revela ideias abandonadas para o game