Relembre 9 jogos subestimados do PlayStation 2

4 min de leitura
Imagem de: Relembre 9 jogos subestimados do PlayStation 2
Imagem: Atlus

Não há dúvidas de que o PlayStation 2 é um dos consoles com uma das bibliotecas de jogos mais amplas de que se tem notícia. Além de grandes clássicos, como Final Fantasy, Metal Gear e muitos outros, ele também recebeu alguns títulos duvidosos e outros até bons, mas que acabaram ofuscados por grandes lançamentos que chegaram às lojas ao mesmo tempo ou em situações mais variadas.

E é exatamente sobre esses games bons que passaram batido pelo radar de boa parte do público que vamos falar a seguir. Veja a nossa lista e utilize o espaço destinado aos comentários para nos contar a sua opinião sobre bons games para esse console que, infelizmente, não ganharam grandes holofotes em seus lançamentos.

1. Tenchu: Wrath of Heaven

(Fonte: Pyre/Reprodução)(Fonte: Pyre/Reprodução)Fonte:  Pyre 

Em um período no qual a série Metal Gear Solid já estava consolidada entre o público, uma nova franquia tentava ocupar cada vez mais o seu espaço no mundo dos games: Tenchu.

A série que nasceu no primeiro PlayStation encontrou seu auge no PlayStation 2 com Tenchu: Wrath of Heaven (afinal, tínhamos dois protagonistas com enredos totalmente diferentes e diversos outros elementos) e até teve uma quantia considerável de cópias vendidas, mas talvez tivesse atraído muito mais atenção se contasse com um investimento maior, especialmente na divulgação.

2. Frequency e Amplitude

Jogos musicais certamente fizeram história no PlayStation 2, e provavelmente o sucesso de Guitar Hero e Rock Band acabou obstruindo tudo aquilo que Frequency e Amplitude poderiam fazer pelo público ao longo do tempo – especialmente quando levamos em conta o fato de estarmos diante de dois games musicais que não exigiam instrumentos de plástico para que o jogador se divertisse com o seu conteúdo.

3. Odin Sphere

Ah, Odin Sphere. Quem acompanhava revistas de video game e sites na época do lançamento desse jogo certamente deve ter ficado espantado com a qualidade gráfica que a Atlus pretendia entregar nesse projeto que misturava progressão lateral com elementos de RPG. Entretanto, com o número grande de títulos na época, há grandes chances de que, infelizmente, talvez esse tenha passado batido no seu radar.

4.  Sly Cooper

(Fonte: Sony/Divulgação)(Fonte: Sony/Divulgação)Fonte:  Sony 

Na onda de jogos estilo Crash Bandicoot, Sly Cooper surgiu no PlayStation 2, mas provavelmente acabou conquistando um público ainda maior com o seu remake em HD para PlayStation 3. Entretanto, as aventuras do guaxinim com máscara de bandido no segundo console da família PlayStation já eram muito boas, e foi uma pena ele não ter-se consagrado tanto como uma mascote oficial da Sucker Punch.

5. Fatal Frame

É verdade que hoje em dia a série Fatal Frame já tem um público cativo em diversos cantos do globo, mas na época do PlayStation 2 ela teve que disputar o seu espaço com vários títulos do mesmo segmento, o que talvez tenha feito muitos passarem batido pelo primeiro jogo no período de seu lançamento oficial.

Para quem gosta de pular no sofá enquanto está jogando, Fatal Frame já trazia naquela época uma premissa muito boa de lidar com espíritos das profundezas. Os seus recursos para isso? Utilizar apenas uma câmera fotográfica especial enquanto controlava uma estudante em eventos aparentemente baseados em situações que realmente aconteceram.

6. Klonoa 2: Lunatea’s Veil

No PlayStation original, Klonoa já era um jogo divertido que não teve a devida atenção da parte do público e infelizmente não foi diferente com a sua continuação (Klonoa 2: Lunatea’s Veil).

Mesmo garantido boas notas nas análises da crítica, ele infelizmente acabou “desprezado” por muitos jogadores – o que é uma pena, pois suas mecânicas de plataforma, belos visuais e alguns outros elementos fazem dele um game divertido ainda hoje para aqueles que decidirem se arriscar.

7. Hokuto no Ken

Para os fãs de jogos de luta, Hokuto no Ken é um game baseado no anime First of the North Star desenvolvido pela Arc System Works (de Guilty Gear) e que conta com mecânicas bem-trabalhadas para o gênero, como sistema de combos, golpes especiais e um belo estilo gráfico. Entretanto, em seu lançamento ele talvez tenha atraído a atenção apenas daqueles que já conheciam a franquia, mas o título tinha (e ainda tem) força para abraçar um grupo muito maior.

8. Jak X: Combat Racing

Tudo bem, clones de Mario Kart existem aos montes por aí, mas é preciso lembrar que muitos deles têm um apelo próprio e até mesmo elementos que elevam sua qualidade — e este é o caso de Jak X: Combat Racing.

Além de contar com um modo história, o título permite controlar rostos conhecidos da série Jak em corridas repletas de power-ups e até mesmo recorrer à possibilidade de modificar o carro para ter algumas vantagens ao longo das competições.

9. Contra: Shattered Soldier

Talvez muitos nem se recordem, mas a série Contra teve uma entrada destinada ao Playstation 2: trata-se de Contra: Shattered Soldier. Tudo aquilo que fez da série da Konami um sucesso aparece neste, inclusive a dificuldade. Além da progressão lateral em 2D, também podemos destacar a trilha sonora de Akira Yamaoka (que trabalhou em Silent Hill) como um dos pontos fortes do game.

Fontes

Relembre 9 jogos subestimados do PlayStation 2