Como montar o melhor deck de Magic: The Gathering

3 min de leitura
Imagem de: Como montar o melhor deck de Magic: The Gathering
Imagem: Fiverr/Reprodução
Avatar do autor

O card game mais popular do mundo, Magic: The Gathering também é considerado um dos jogos mais complexos que existem, algo que justifica a dificuldade de muitos jogadores ao montar um deck.

Por isso, separamos algumas dicas para quem deseja criar um baralho vencedor. Essas instruções podem ser aplicadas na versão com cartas físicas e no game online Magic: The Gathering Arena.

Começar um deck exige conhecer bem as cartas disponíveis.Começar um deck exige conhecer bem as cartas disponíveis.Fonte:  Sarah Jarvis/Reprodução 

Determine o formato

Magic tem vários formatos de jogo e possibilita montar decks com quantidades diferentes de cartas. Por exemplo, os baralhos de pré-lançamento usam 40 cards, enquanto o modo de jogo casual — que usaremos como referência neste guia — exige 60 cartas.

Com essa estrutura, a sugestão é que um terço do deck seja formado por terrenos (energia), então cerca de 20 cards devem cumprir essa função. Isso ajuda a decidir o número de criaturas, feitiços, artefatos e encantamentos que serão usados.

Vale frisar que nesse formato as regras determinam que o jogador use até quatro cópias de uma única carta no baralho. Obviamente, isso não se aplica aos terrenos básicos.

Outra dica é escolher 15 cartas adicionais para compor o sideboard, como um “banco de reservas” que pode substituir outros itens do deck, principalmente em competições nos formatos Padrão e Moderno.

Ter uma estratégia é fundamental ao montar um Deck de Magic.Ter uma estratégia é fundamental ao montar um deck de Magic.Fonte:  Gordon Chibroski/Reprodução 

Tenha um plano estratégico

Para construir um bom baralho de Magic: The Gathering é necessário ter um plano estratégico. O jogador deve responder à pergunta: “Como meu deck está tentando vencer?”. Há pessoas que usam diversas criaturas menores para derrotar os oponentes antes que eles peguem as cartas mais fortes enquanto outras optam por usar criaturas mais resistentes para formar combos e superar o adversário após vários turnos.

Ao definir um plano, o jogador deve pesquisar cartas que atuem em sinergia para atingir o objetivo. Não importa se o deck segue um tema ou subtemas, é fundamental que os cards atuem de maneira conjunta durante as partidas.

Escolher as cores do Deck é outra parte da estratégia.Escolher as cores do deck é outra parte da estratégia.Fonte:  Michael Stillwell/ Wizards of the Coast 

Escolha as cores de mana

O universo do Magic é composto por cinco cores de mana: azul, branca, preta, verde e vermelha, que representam diferentes estilos de estratégia e mecânicas aplicadas durante o jogo. Para quem está começando a criar os próprios decks, a sugestão é trabalhar com duas cores. Misturando as características, o jogador poderá escolher uma mana para ataque e outra para defesa.

Por ser mais fácil de comandar, verde é a cor mais utilizada por jogadores iniciantes. Em geral, é aplicada em estratégias simples, como colocar as criaturas em campo para atacar e conquistar a vitória na “força bruta”.

Em seguida, vermelha e branca são manas consideradas diretas e que podem ser agressivas e dinâmicas. Enquanto isso, azul e preta são indicadas para jogadores com maior conhecimento das regras e teorias de Magic.

Gráfico para converter o custo de mana.Gráfico para converter o custo de mana.Fonte:  Wizards of the Coast/Divulgação 

Atenção para a “curva de mana”

"Curva de mana" é um termo que se refere ao custo total de energia para usar as cartas. Além de entender o funcionamento, é importante que o jogador saiba usá-la a seu favor quando estiver criando um baralho. Se um deck tem muitos cards que custam seis ou sete manas, isso indica uma curva alta; caso o baralho seja composto inteiramente por cartas que custam duas energias, a curva de mana será baixa.

É possível afirmar que quanto mais cards com custo elevado de energia tiver, mais turnos o jogador vai demorar para lançar um feitiço. Por outro lado, ele terá mais tempo para criar combos poderosos quando todas as cartas estiverem em jogo. Por isso, o player sempre deve considerar a curva de mana, que precisa estar bem alinhada à estratégia inicial, criando uma sinergia entre as cartas.

Com o deck pronto, o jogador deve realizar testes para avaliar a estratégia.Com o deck pronto, o jogador deve realizar testes para avaliar a estratégia.Fonte:  Kyle Geese/Reprodução 

Teste seu deck

Após montar um deck com cartas físicas ou no Magic: The Gathering Arena, é fundamental testá-lo. A sugestão é participar de diversas partidas contra diferentes oponentes — sejam jogadores reais, seja inteligência artificial.

Com isso, o jogador conseguirá analisar os pontos fortes e os fracos da própria estratégia e poderá descobrir novas táticas que não faziam parte do plano inicial, ficando preparado para os diferentes cenários no “campo de batalha”.

Lembre-se: nem sempre é possível construir um baralho perfeito do zero. Além disso, até mesmo o melhor deck de Magic pode ser aprimorado com novas cartas e com o nível de experiência do jogador.

Como montar o melhor deck de Magic: The Gathering