Valve é processada em US$ 4 milhões por violar patente de controle

1 min de leitura
Imagem de: Valve é processada em US$ 4 milhões por violar patente de controle
Imagem: https://store.steampowered.com/app/353370/Steam_Controller/

Um júri do Tribunal Distrital dos EUA votou unanimemente contra a Valve em um processo de violação de patente do Steam Controller, resultando em uma multa milionária de US$ 4 milhões para a empresa.

Em 2014, a Valve foi notificada por Ironburg Inventions e SCUF, subsidiárias da companhia de computadores Corsair, sendo acusada de ter copiado os gatilhos traseiros no controle sem ter assinado qualquer tipo de contrato de licenciamento. Porém, a entrada em processo judicial ocorreu apenas anos depois, quando a Corsair percebeu que a Valve estava desconsiderando os recorrentes avisos ao decidir continuar com as vendas do Steam Controller.

“A Valve sabia que sua conduta envolvia um risco irracional de violação, mas simplesmente passou a infringir de qualquer maneira”, disse o advogado do SCUF, Robert Becker. “A clássica história de Davi e Golias - Golias faz o que Golias quer fazer.”

O processo de US$ 4 milhões (aproximadamente R$ 21,8 milhões, em conversão direta) foi calculado em cima da venda de 1,6 milhão de controles Steam, e foi encerrado nesta terça-feira (2), com a vitória esmagadora da empresa acusadora, que teve votação unânime a seu favor em júri virtual.

Apesar disso, o julgamento continua em vigor e, caso seja comprovado que a Valve desconsiderou propositadamente as notificações, a multa pode alcançar valores de até US$ 12 milhões.

Valve é processada em US$ 4 milhões por violar patente de controle