Yakuza Like a Dragon era beat 'em up, mas brincadeira foi levada a sério

1 min de leitura
Imagem de: Yakuza Like a Dragon era beat 'em up, mas brincadeira foi levada a sério
Imagem: https://kakuchopurei.com/2020/11/20/yakuza-7-like-a-dragon-best-job-money-guide/

Em entrevista dada para o canal Archipel, Toshihiro Nagoshi, CCO da Sega e criador da série Yakuza, deu mais detalhes sobre o processo de desenvolvimento de Yakuza: Like a Dragon, revelando que o salto do beat 'em up tradicional para o RPG por turnos começou como uma pegadinha de 1º de abril, mas foi oficializado após ter uma boa recepção pelos fãs.

Em abril de 2019, a Sega divulgou um trailer de apresentação de Yakuza: Like a Dragon, que contou com um tom mais cômico do que o normal ao mostrar uma batalha super exagerada e sem fim baseada nas mecânicas clássicas de combate por turnos. O que era para ser uma brincadeira, então, logo tornou-se o foco total da publisher.

"No início, eu disse, meio que de brincadeira, que podíamos fazer um RPG. Nós lançamos um vídeo de 1º de abril. Muitas pessoas acreditavam que nós já estávamos fazendo um RPG naquele momento", comentou Nagoshi. "Na verdade, aquele foi um vídeo feito apenas como pegadinha de dia da mentira."

Segundo o criador, Like a Dragon ainda era um jogo de ação quando as imagens foram mostradas, mas a boa receptividade do vídeo fez com que os produtores mudassem de direção completamente, escapando das direções que a saga havia proposto durante anos.

Yakuza: Like a Dragon está disponível para PS4, Xbox One, Xbox Series S/X e PC. A versão de PS5 será lançada apenas em março de 2021.

Yakuza Like a Dragon era beat 'em up, mas brincadeira foi levada a sério