Troy Baker e Nolan North revelam os bastidores de Dirt 5 ao Voxel

4 min de leitura
Imagem de: Troy Baker e Nolan North revelam os bastidores de Dirt 5 ao Voxel
Imagem: Codemasters

Quando você pensa em videogames de corrida, é difícil imaginar um jogo investindo em grandes atores e talentos da dublagem, mas a Codemasters está disposta a desafiar os padrões em seu novo lançamento Dirt 5. E quem melhor que os lendários Nolan North e Troy Baker para nos mostrar que os jogos de corrida podem incluir narrativas envolventes?

A dupla, que já brilhou em papéis consagrados, agora dará vida aos pilotos rivais Alex “AJ Janicek” (Troy Baker, o Joel de The Last of Us) e Bruno Durand (Nolan North, o Nathan Drake de Uncharted). A convite da produtora, participamos de uma entrevista coletiva com os atores e tivemos a oportunidade de fazer algumas perguntas diretamente aos dois. Confira os melhores momentos do papo a seguir!

Elevando a narrativa nos jogos de corrida

Troy, como foi o seu processo para encontrar a voz do AJ? O quanto a desenvolvedora já lhe entregou pronto do personagem, e quanto foi autorismo seu?

“A realidade é que foi uma parceria, porque eles trabalharam muito bem me contando quem o AJ era, e não só isso, quem eles precisavam que o AJ viesse a se tornar também. E toda a informação que me deram não era só uma biografia extensa, foi mais no estilo ‘então isso aconteceu a ele, e isso o motivou a ser desse jeito assim, foi isso que o colocou atrás do volante’. Tudo na vida do AJ foi conduzido pela paixão. Até os obstáculos se revelam como oportunidades para ele.”

E como é a personalidade do AJ? Como funciona a sua dinâmica com o Bruno?

“É fácil esperar um herói estereotipado e exagerado, mas o AJ faz mais a linha de quem pensa antes de falar. E se esse é o seu protagonista, por tabela, ele também dita como o antagonista deve ser. A força opositora ao AJ não poderia jamais ser um vilão de desenho animado, tipo um Dick Vigarista rindo na beira da estrada fazendo planos maquiavélicos. A dinâmica aqui é mais como os Beatles contra os Rolling Stones, sobre como o Bruno pode motivar o AJ a se tornar um piloto e uma pessoa melhores.

Nesse contexto, a rivalidade não é tanto um problema, é mais uma professora e motivadora. Filosoficamente, pode parecer que estou exagerando um pouco, mas é realmente isso que me atraiu na narrativa (risos). Por isso amo que esse jogo esteja saindo agora: normalmente os jogos de corrida são sobre superar os obstáculos em seu caminho, e eu acho que precisamos disso hoje em dia mais do que nunca. Aqui está a história que queremos contar para você. O que você vai fazer com ela? Como você vai mostrar o que aprendeu? Como vai mudar o mundo ao seu redor?”

Nolan, cada vez mais os atores e dubladores se tornam figuras públicas reconhecidas pelo grande público dos videogames. Acha que alguém leigo no gênero e na série pode se sentir atraído pelo jogo só por ver você nele?

”É muito gentil você dizer isso, mas eu não acho que… quer dizer, eu gosto de pensar que alguém até pode ver o meu nome em um jogo e presumir que é algo de qualidade, porque eu não faria um jogo só por fazer, já que hoje eu felizmente tenho condições de falar ‘não estou interessado nesse projeto’. Sei que existe sim uma notoriedade, então quando eu gosto de um jogo, tento ajudar a vender ele, porque eu só pego projetos que eu realmente gosto.

E com os atores e dubladores ganhando cada vez mais fama, é legal ser parte da estratégia de marketing. Será que alguém vai comprar o jogo só porque eu estou nele? Eu não sei, não acho que alguém que não gosta de corrida compraria, mas… talvez comprem? E seria muito interessante ver o que elas achariam! Talvez alguém compre esse jogo e passe a gostar do gênero, já que ele é bem diferente do que foi feito até hoje. Quero ver como vai ser a recepção.”

E como você se sente com a responsabilidade de ser uma das principais peças da campanha do jogo?

“Eu sinto responsabilidade por qualquer projeto em que coloco o meu nome! Porque não é sobre mim, é sobre os jogadores, é sobre dar a melhor experiência. Então eu tento ajudar dando a minha melhor performance possível, que é a parte que me cabe. Videogames são sobre o jogador, e a Codemasters conseguiu fazer valer o seu suado dinheiro com essa nova forma de contar uma história.

Então sim, é legal ser reconhecido como uma peça importante no jogo, mas a minha responsabilidade é fazer o meu melhor, seja quando entro em um traje de captura de movimento, na frente das câmeras ou do microfone. Tento fazer o melhor que consigo sempre!”

Dirt 5 será lançado em 6 de novembro de 2020 para PC, Xbox One e PlayStation 4, em 10 de novembro no Xbox Series X/S, e 12 de novembro para PlayStation 5. Até lá, você pode conferir nossas primeiras impressões por aqui. Quais são as suas expectativas para o jogo? Comente a seguir!

Troy Baker e Nolan North revelam os bastidores de Dirt 5 ao Voxel