Aplicativos mensageiros com chamadas telefônicas gratuitas via IP não são realmente algo inédito. Entretanto, onde outros arranharam apenas a superfície, o recém-lançado e ambicioso Bolt — atualmente para Android, mas em breve também para iOS — promete resolver de vez uma questão crucial: como integrar as chamadas VoIP da lista de contatos com as ligações normais do aparelho?

Mesmo bons programas como Viper e Skype, embora oferecessem ambas as opções, ainda demandavam a utilização de aplicativos específicos para as chamadas via IP — de maneira que, para efetuar chamadas convencionais, você ainda precisaria acessar o discador básico do seu aparelho.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google play)

Ademais, mesmo aplicativos que ensaiaram a integração das funcionalidades, como Facebook e FaceTime Audio, ainda acabavam se perdendo em complexidades e acessos truncados, o que culminou em adoções relativamente minguadas. Eis, portanto, o problema que o novato Bolt — que nada tem a ver com o browser lançado há algum tempo — pretende resolver.

Um único discador

Lançado recentemente na Google Play, o Bolt promete levar a smartphones movidos a Android 4.0 (ou superior) um único teclado para todas as chamadas. Em outras palavras, você utilizará a mesma interface tanto para ligar via IP para os contatos da sua lista do Bolt quanto para efetuar as chamadas convencionais relacionadas ao seu plano de telefonia. Uma vez instalado, o aplicativo será utilizado para qualquer ligação.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google play)

Também não se faz necessária nenhuma diferenciação na hora de efetuar as chamadas. Isso porque o app é suficientemente “inteligente” para completar uma ligação VoIP sempre que o destinatário escolhido figurar na sua lista do Bolt. Naturalmente, qualquer número “estranho” ao programa será remetido ao plano normal da operadora.

Qualidade econômica

Assim como ocorre com programas similares, as ligações de Bolt para Bolt prometem qualidade superior à das chamadas de voz convencionais de celular. Conforme disse o CEO e fundador da Bolt Technology, Andrew Benton, em entrevista ao site The Verge, uma chamada comum via Bolt consome apenas 60 KB por minuto — o que pode equivaler a muitas horas de conversação, mesmo em um plano mensal com limite de dados não muito extravagante.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google play)

O aplicativo também ganha alguns pontos pela simplicidade e pela “limpeza” da sua interface. Ele organiza os seus contatos favoritos em uma aba inicial — formada automaticamente, com base nas pessoas com quem você mais conversa —, deixando uma segunda para um log de chamadas e, por fim, uma última para o próprio discador. Ademais, um ícone especial mostra quais entre os seus contatos permitem ligações gratuitas (VoIP).

Apenas o primeiro passo?

Convenhamos que mesmo a integração promovida pelo Bolt acaba não sendo tão pioneira diante dos planos atuais com chamadas gratuitas e mensagens SMS ilimitadas. Entretanto, de acordo com Benton, esse deve ser apenas o primeiro passo da companhia.

O objetivo certamente é dos mais pretensiosos: futuramente, a companhia espera que o Bolt reine absoluto no seu aparelho, substituindo planos de minutos e mensagens — de tal forma que um provedor seria necessário apenas para um plano de dados. De fato, versões vindouras devem trazer a opção de portar o seu número inteiramente para o Bolt, pagando então apenas uma assinatura mensal — tal como é feito hoje com a Netflix, por exemplo.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google play)

Já disponível no Brasil

Caso você queira tentar a sorte, o Bolt já se encontra disponível em território tupiniquim, bastando acessar a Google Play. Em testes do Tecmundo, o aplicativo foi instalado sem problemas nos aparelhos Nexus 4 e Galaxy S4 mini. O programa se encontra atualmente em sua versão 1.0.5 e ocupa pouco mais de 6 MB de espaço em memória.

Cupons de desconto TecMundo: