O vírus Flashback, que infectou cerca de 600 mil Macs por todo o mundo, rendeu 14 mil dólares (quase 28 mil reais) aos criadores em um período de três semanas. O vírus intercepta dados inseridos no computador para exibir anúncios publicitários. Quando a pessoa clicava nos anúncios, a renda era revertida aos fraudadores.

O que acontece é que as empresas que disponibilizam esses anúncios publicitários não são bobas e, segundo um post no blog da empresa de segurança Symantec, antes de pagar pela exibição dos anúncio as empresas investigam se os cliques foram autênticos ou não. Parece que os criminosos não conseguiram provar a autenticidade do sistema, logo, não terão direito a receber nem um centavo.

As estatísticas dizem que aproximadamente 10 mil malwares foram instalados nos computadores dos cerca de 600 mil Macs contaminados. Isso rendeu uma exibição de 10 milhões de anúncios publicitários. Trocando em miúdos: se com 2% da rede de fraude sendo utilizada o esquema rendeu 14 mil dólares, com 100% dela em atividade os bandidos poderiam ter ganhado milhões de dólares.

Fonte: Symantec e CNET

Cupons de desconto TecMundo: