Whitney Beall, uma jovem de 23 anos, foi presa nos Estados Unidos enquanto dirigia alcoolizada para casa e fazia streaming através do app Periscope ao mesmo tempo, sendo que ainda estava com um pneu furado. O incidente aconteceu na cidade de Lakeland, no estado da Flórida, e a prisão foi feita graças a denúncias feitas pelos próprios espectadores da garota.

Ela havia saído para beber no centro da cidade com alguns amigos e, enquanto voltava para casa, as pessoas que estavam acompanhando a exibição lhe diziam para parar o carro antes que morresse ou matasse alguém em um acidente. Após receber as denúncias, um policial baixou o aplicativo em seu smartphone, criou uma conta, localizou o streaming da motorista e utilizou os pontos de referência que apareciam no vídeo para rastrear a localização do carro de Whitney.

Quando foi encontrada, a americana falhou em realizar os testes de sobriedade de campo exigidos pela polícia daquele país e, em seguida, se recusou a fazer o teste do bafômetro, apesar de afirmar diversas vezes no streaming do Periscope que estava bêbada. Ela foi presa por dirigir sob a influência de substâncias entorpecentes e transportada para a cadeia do condado de Polk.

Felizmente, ninguém se machucou durante o trajeto da moça, que dirigiu por quase 40 minutos antes de ser encontrada. O incidente serviu como incentivo para que o Departamento de Polícia de Lakeland passe a treinar seus oficiais no uso de tecnologias semelhantes e, assim, possam responder mais rapidamente a outros chamados incomuns como esse.

Na sua opinião, quais outros apps podem ajudar o trabalho da polícia? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: