Tem gente que não gosta de palhaços, e há quem morra de medo de ver um trapezista despencar no meio de uma acrobacia, mas se tem uma coisa que praticamente todo mundo deve adorar assistir quando vai ao circo é a apresentação dos cuspidores de fogo. Mas e se você pudesse ver cada detalhe de cada labareda em pleno ar?

Essa é a proposta do vídeo acima, produzido e editado por Mitch Martinez, diretor de fotografia apaixonado pelo efeito bullet time, criado para os filmes da trilogia Matrix. Ele utilizou um arranjo de 48 câmeras DSLR dispostas em semi-círculo disparando simultaneamente, além de uma Epic RED filmando a 120 fps e uma GH4 gravando a 96 fps.

Não foi usado nenhum tipo de animação em computação gráfica ou efeito visual para melhorar as imagens, que foram apenas organizadas para dar a impressão de movimento do vídeo. O efeito acima, no entanto, apresenta uma pequena diferença em relação ao autêntico bullet time, que é o fato dos artistas não se moverem durante a movimentação das câmeras.

Câmeras DSLR sendo preparadas para uma sessão de fotos - Imagem: Mitch Martinez

Isso porque, como já foi dito, todas as fotos foram tiradas ao mesmo tempo, e não sequencialmente, o que mostraria os cuspidores se movendo, ainda que muito lentamente. Obviamente, isso não diminui em nada a beleza das imagens, que realmente parecem transformar o fogo em uma criatura viva por uma fração de segundo.

Que efeito visual você acha que ficaria incrível em bullet time? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: