(Fonte da imagem: Reprodução/BGR)

Com o fácil acesso à internet e uma infinidade de tipos de conteúdo, é difícil encontrar alguém que nunca tenha acessado pornografia online — e isso não é errado, afinal de contas cada pessoa tem as suas próprias necessidades. Contudo, uma empresa alemã está fazendo com que a visualização de vídeos deste gênero seja um pouco mais complicada para alguns.

Tudo começou no ano passado, quando uma empresa de advogados da Alemanha chamada Urmann and Colleagues (U+C) mandou um email para cerca de 10 mil alemães, cobrando 250 euros de cada um deles, o que equivale a R$ 800 na cotação de hoje. E é claro que isso deixou muita gente incomodada e irritada.

Uma história meio estranha...

O motivo disso é o fato de que esses milhares de alemães assistiram a certos vídeos pornôs através do RedTube. Em uma primeira instância, a U+C alegou que essas filmagens eram de um de seus clientes e que, portanto, o aproveitamento deles foi indevido — por mais incrível que pareça, a corte alemã decidiu que a cobrança deveria ser feita.

A novidade é que uma outra empresa alemã de advogados, a Wedermann, está trabalhando para os alemães que receberam a cobrança e alegou que toda essa operação é indevida. Para começar, assistir a um streaming de vídeos através do RedTube não é caracterizado como apropriação — coisa que aconteceria com o download ilegal, por exemplo.

... E que fica ainda mais complicada ainda

Além disso, a companhia está alegando que a U+C utilizou contatos com as provedoras de serviço de internet para conseguir os dados pessoais dos cobrados, como o nome e o endereço de cada um. Dessa maneira, por mais que o pagamento devesse ser feito, a maneira de cobrança é ilegal, coisa que poderia colocar o caso por terra.

Ainda não está claro como toda essa situação vai acabar, mas a batalha dentro da justiça alemã continua. Contudo, parece que a história pode ser bem pior, com acusação de disseminação de vírus, por exemplo — e é claro que o Tecmundo contará as futuras novidades para você. No entanto, pense que loucura seria se todo mundo que acessa streaming de pornografia fosse cobrado por isso...

Cupons de desconto TecMundo: