Chris Kesler é uma pessoa como a maioria de nós: apaixonado por games, tecnologia e com uma boa ideia na cabeça. Contudo, ele resolveu fazer algo que muitas pessoas, infelizmente, não fazem: colocar a mão na massa. A ideia era criar um jogo assustador e com uma narrativa envolvente com o nome Allison Road. Isso não mudou, só que vários fatores foram se alterando ao longo do tempo — e você vai saber tudo sobre a cabeça por trás de uns dos games de horror mais hypados do último ano.

O desenvolvedor Chris Kesler iniciou o projeto sozinho em 2014. Após algum tempo de desenvolvimento de Allison Road, montou o estúdio Lilith Ltd, em Londres (Reino Unido), e hoje trabalha ao lado de 12 pessoas.

Allison Road, batizado de sucessor espiritual de P.T. (Silent Hills), é um jogo do gênero “survival-horror” em primeira pessoa. Ele vai colocar o jogador na pele de um protagonista sem nome que acorda um dia sem lembrar de acontecimentos anteriores. O jogo se passa por cinco noites e o objetivo é descobrir os mistérios sobre a família e a casa do personagem. Para aumentar a tensão, é necessário enfrentar entidades verdadeiramente malignas, como Lily, que têm uma história macabra. A ideia é levar o horror para dentro de casa.

Entramos em contato com o desenvolvedor Chris e Charlene Lebrun, relações públicas da Lilith, para uma conversa sobre Allison Road, mercado de jogos e games de terror. Na conversa, Kesler ainda comentou sobre a grande possibilidade de o jogo chegar a PlayStation 4 e Xbox One — para isSo, é necessário alcançar a meta no Kickstarter, então, clique aqui para saber mais sobre a campanha.

Já está com medinho? Caso não esteja, acompanhe a entrevista abaixo.

A concepção

Chris Kesler, a mente por trás de Allison Road

TecMundo: Conte um pouco sobre o nascimento e o conceito da ideia de Allison Road.

Chris: Eu estava com o conceito de Allison Road na minha cabeça por um bom tempo. Inicialmente eu pensei que um mundo aberto seria o cenário perfeito para o jogo. Porém, como vocês podem imaginar, isso não é algo viável quando você está sozinho.

Assim que P.T. (Silent Hills) foi lançado, algo incrível ficou claro para mim. Eu percebi que esse conceito poderia ser aplicado em um local muito menor e dentro de um espaço muito mais fácil de gerenciar. O game era tão pequeno e, ao mesmo tempo, muito efetivo. Então, foi meio que uma conclusão óbvia para mim. Porém, são necessários alguns empurrões até irmos na direção certa.

TecMundo: E sobre a escolha da Unreal Engine 4?

Chris: A Unreal Engine também foi uma escolha óbvia para mim. Eu fiz muitas pesquisas entre as engines mais poderosas e disponíveis por aí, e a UE4 sempre estava como destaque. A comunidade é ótima e as capacidades "fora da caixa" são incríveis.

Se a campanha no Kickstarter der certo, AR também vai para PlayStation 4 e Xbox One

TecMundo: Quantas pessoas estão na equipe para trazer o jogo ao mercado?

Chris: Contando todas as pessoas que nos ajudam, entre desenvolvedores e não desenvolvedores, somos formados por 12 profissionais.

TecMundo: Quais sensações AR pretende causar no público durante a jogatina?

Chris: Idealmente, queremos passar vários tipos de sensações! Medo, pavor, tristeza, claustrofobia... Pessoalmente, eu não acho que um jogo funciona bem apenas entregando medo e terror. É necessário que existam outros elementos que realmente sejam atraentes para os gamers, algo com que eles possam se relacionar.

Apenas se você estiver emocionalmente conectado é que o medo e o desespero realmente aparecem, se vocês entendem o que eu quero dizer.

TecMundo: Allison Road também é conhecido como o sucessor espiritual de P.T. (Silent Hills) pela mídia e pelos fãs. O que vocês pensam sobre isso?

Chris: "Hahaha", é realmente uma honra para todos nós. Silent Hill é uma franquia incrível e icônica. Então, quando nos colocam na mesma categoria destes jogos é algo realmente incrível!

Mercado e público

TecMundo: Vocês enxergam um buraco no mercado de jogos "survival-horror"? Faltam games do gênero na atual geração?

Chris: Bem, sim e não. Eu acho que há vários jogos de horror, com certeza. E também acho que é o gênero bem popular.

Mas sim, você tem um ponto. Eu acho que os jogadores da nossa geração sentem falta de games old-school que são carregados pela narrativa. Não jogos que não assustam você apenas pela obrigação de assustar, mas sim jogos que querem te assustar compartilhando uma história com você.

TecMundo: Como está sendo a recepção do público sobre AR?

Chris: Está sendo realmente incrível! Nós estamos muito felizes e honrados. É muito divertido conversar com o pessoal por aí e entrar em contato com a comunidade. As pessoas realmente querem fazer parte disso e nós realmente queremos que elas façam parte, então é uma ótima situação até agora.

TecMundo: Vocês estão próximos de atingir a metade do financiamento na campanha do Kickstarter. Até o momento, foi anunciado que Allison Road sairia apenas para PC, Mac e Linux. Contudo, você pode nos dizer se existe a possibilidade de ver o jogo em consoles, como o PlayStation 4 e o Xbox One?

Chris: Estamos em 45%, o que é incrível, e esperamos chegar aos 55% agora. Estamos bem otimistas. Sim, AR chega para PC, Mac e Linux.

Se a campanha no Kickstarter der certo, também para PlayStation 4 e Xbox One. Quando ele vai chegar aos consoles vai depender apenas do sucesso da campanha.

TecMundo: Vocês podem contar mais sobre o modo "The Hunter" (presente na página do Kickstarter)?

Chris: Sabe, a história de AR é bem longa. Nós passamos muito tempo trabalhando nos personagens e no universo. E é muita coisa para colocar dentro do jogo, a menos que consigamos um grande orçamento.

Por isso, resolvemos jogar um game virtual/mundo-real com as pessoas. Elas podem descobrir mais sobre a história, informações de backgroud etc. Você não vai perder nada se não jogar o "The Hunter" conosco, claro, todas as coisas importantes vão estar em AR. Contudo, se você jogar o modo junto com a gente, vai ter uma nova gama de informações para descobrir.

Parte do cenário de AR

O horror

TecMundo: vocês assustaram muitas pessoas no YouTube — e aqui na redação ficamos assustados para diabo — com o gameplay "protótipo" que foi postado. Sobre o que vimos, este é o ritmo de Allison Road?

Chris: "Hahaha", muito obrigado! Missão cumprida.

Sim, este é exatamente o ritmo do jogo. Obviamente, temos toda uma história para ser descoberta, então vão existir momentos mais calmos em termos de ritmo. Porém, bons jogos de terror precisam construir a tensão, e pensamos que isso está funcionando muito bem.

TecMundo: Como pudemos notar na página do Kickstarter, vocês comentam que jogos como Resident Evil, Silent Hill 2 e Dead Space foram grande inspirações. Quais elementos destes jogos estão presentes em AR? Em algumas partes, Dead Space é um "shooter-terror", teremos algo assim? Ou o foco é uma narrativa bem amarrada com uma atmosfera que mata os fracos de coração?

Chris: Sim, "hahaha!". Bem, vamos torcer para que ninguém morra. Mas o foco aqui definitivamente é a narrativa e um horror mais sinistro e terrível do que o "terror" — se isso fizer algum sentido. Definitivamente, não é um "shooter".

TecMundo: Se você pudesse mandar uma mensagem para os fãs de Allison Road no Brasil, o que gostaria de dizer?

Vocês arrebentam! Muito obrigado pelo suporte! Muitos de vocês nos mandam mensagens no Facebook e é incrível ver como pessoas de todo o mundo estão seguindo o nosso desenvolvimento. É realmente incrível.

Se quiserem ver algo totalmente novo sobre Allison Road, sigam a nossa página no Kickstarter. Nós vamos mostrar mais coisas desconhecidas nas próximas três semanas.

Você pretende comprar Allison Road? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: