Em mais um indício de que os eSports estão se fortalecendo, a Activision anunciou na última quinta-feira (24) a formação da Call of Duty World League. Com início programado para janeiro de 2014, a nova liga inicialmente vai se basear no próximo grande capítulo da série, Black Ops 3 — título que chega às lojas em novembro deste ano.

A nova organização vai ter foco internacional e jogadores da América do Norte, Europa, Austrália e Nova Zelândia, com premiações que chegam a US$ 3 milhões. A liga vai ter duas divisões: uma para jogadores profissionais e outra para amadores que aspiram um dia tirar seu sustento dos esportes virtuais.

Entre os fatores que levaram a Activision a apostar na ideia está o grande sucesso de jogos como DotA 2, que este ano ofereceu US$ 11,4 milhões em premiações em seu torneio anual. A Microsoft também está apostando nos eSports com seu novo campeonato voltado a Halo, que vai dar US$ 1 milhão aos vencedores.

A popularidade crescente dos esportes virtuais faz com que essas modalidades passem a ser vistas de forma mais crítica por parte do público e das autoridades. A Electronic Sports League anunciou recentemente que vai começar a testar atletas de forma a barrar o uso de substâncias que podem aumentar artificialmente o desempenho durante partidas.

Gosta de acompanhar transmissões de eSports? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: