Quando o assunto é tecnologia, não há dúvidas de que uma das produtoras de referência é a Epic Games. Recentemente, a empresa disponibilizou na rede as demonstrações Infiltrator (feita com o Unreal Engine 4) e Showdown (que está disponível para Oculus Rift, PlayStation VR e HTC Vive). Agora, ela volta a receber as atenções por conta de Bullet Train, demonstração que foi exibida durante a conferência Oculus Connect 2. 

Diferente de muitas coisas que já tivemos a oportunidade de ver, Bullet Train mostra como seria um confronto em uma estação de trem utilizando bullet time, teletransporte e, evidentemente, armas variadas. O resultado dessa empreitada pode ser conferido no vídeo que está na janela que abre esta notícia. 

Segundo informações divulgadas pelo site The Verge, o game faz uso do Oculus Touch, controle que utiliza sensores de movimento para repassar suas ações para a tela. Além disso, aparentemente ele traz uma proposta diferente, onde se mover rapidamente pelo cenário e utilizar as armas certas são elementos cruciais para que você continue vivo na partida.

Experiência diferenciada 

De acordo com o artigo publicado pelo The Verge, Bullet Train traz uma experiência diferente da vista em outros jogos. Com a realidade virtual, se torna muito mais importante o fato de prestar atenção ao que está acontecendo no cenário, o que acaba possibilitando algumas manobras que não seriam possíveis nos jogos que temos atualmente. 

Um detalhe mencionado, por exemplo, é que o personagem pode se esquivar de balas caso você faça o movimento correto. Recorrer a coberturas também é algo importante para se manter vivo, e você pode inclusive arremessar sua arma na direção do oponente se vier a ficar sem balas. 

No que diz respeito à movimentação, foi dito que as mãos virtuais se movem exatamente como as reais, mas que elas não se parecem tão verdadeiras assim. Além disso, ao tocar uma arma, ela vem automaticamente para a sua mão (somado ao fato de parecer algo sem peso), quebrando um pouco da fantasia de ter que ajustá-la para que tudo funcione como deve ser. 

Por fim, outro ponto mencionado pelo The Verge é que o chefe (um robô gigante capaz de disparar mísseis na direção do personagem) aparece muito rápido, apesar de exigir que o jogador faça algo diferente para eliminá-lo: pegar um míssil em pleno ar e arremessá-lo de volta na direção do oponente.

Processo de desenvolvimento 

Ainda que no vídeo a demonstração pareça algo relativamente rápido, desenvolvê-la não foi algo que seguiu pelo mesmo caminho. O time precisou trabalhar vários dias até tarde para chegar ao resultado visto mais acima, além de ter que lidar com um prazo apertado para que tudo ficasse pronto a tempo de dar as caras no evento. 

Também houve a menção de que a escolha pelo teletransporte para se locomover mais rápido foi feita tendo em vista que esse é o meio mais seguro de avançar em ambientes com realidade virtual (outras opções incluiriam colocar o jogador em um veículo ou usar uma câmera em terceira pessoa um pouco mais afastada). Escadas rolantes também estavam nos planos, mas foram descartadas pelos chefões da Epic Games. 

Outro detalhe divulgado é que o jogo está em desenvolvimento tendo em mente que o jogador precisa estar nos lugares corretos e olhando na direção certa sem que isso atrapalhe o curso da ação. Quanto ao teletransporte, ele terá a missão de levá-lo apenas a lugares pré-determinados, como atrás de uma lixeira ou mesas que o façam olhar na direção da ação.

Você acha que Bullet Train dá uma boa prova daquilo que teremos em termos de jogos com realidade virtual? Comente no Fórum do Baixaki Jogos

Via BaixakiJogos.

Cupons de desconto TecMundo: