Enquanto no futebol a seleção não parece dar muitas esperanças para os próximos torneios internacionais, quando o papo é League of Legends, os atuais representantes brasileiros parecem bem afinados em suas apresentações. Pelo menos é o que deu a entender a equipe da paiN Gaming ao viajar para o Chile no último sábado (5) e dar um verdadeiro baile nos oponentes da Kaos Latin Gamers (KLG) na disputa da vaga derradeira para o mundial da badalada modalidade de eSport.

No início de agosto, a paiN teve uma ótima performance frente a 12 mil torcedores no Allianz Parque ao despachar os adversários da INTZ por 3 a 0 na finalíssima do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL). A conquista permitiu que a equipe participasse da etapa local do Desafio Internacional (International Wildcard), fazendo parte de uma disputa no estilo “todos contra todos” junto da chilena KLG e da russa Hard Random (HR).

Vencendo todas as partidas dessa fase inicial, ocorrida em São Paulo, o grupo brasileiro pôde partir para Santiago, no Chile, para enfrentar justamente o time da casa – que ficou em segundo lugar após uma peleja acirrada contra a HR. Em boa fase, a paiN nem precisou utilizar todas as oportunidades da melhor de cinco para ganhar o Wildcard, emplacando em sequência três vitórias impressionantes sobre a KLG. E a pressão dos 10 mil chilenos presentes na Movistar Arena? Aparentemente, não surtiram o efeito desejado.

Mylon, SirT, Kami, brTT e o francês Dioud não tomaram conhecimento da torcida dos oponentes e impuseram seu ritmo de jogo – muito mais forte do que na primeira etapa da competição – em cada um dos três confrontos, carimbando seus passaportes para o mundial em grande estilo. No ano passado, foi a também brasileira Kabum que foi ao torneio. Eles não chegaram a passar da fase de grupos, mas ganharam destaque por emplacar sua única vitória em cima da Alliance, impedindo um dos times favoritos da Europa de avançar para as quartas de final.

Caminho das pedras

Sendo assim, a expectativa sobre a paiN é bem grande. Além de ser um dos grupos de LoL mais tradicionais do país – e com certeza o que tem o maior número de fãs –, muito dos aficionados pela modalidade acreditam que essa é a oportunidade de ouro para o Brasil provar o valor de seus jogadores lá fora. Teremos uma prévia das chances reais dos cinco atletas no mundial no próximo sábado (13), quando vai ocorrer o sorteio dos quatro grupos com participantes de todo o mundo.

O evento vai ocorrer entre os dias 1º e 31 de outubro e passar pela França, Inglaterra, Bélgica e Alemanha, que é o país que vai sediar a grande final em Berlim, na Arena Mercedes-Benz. Confira abaixo todos os 16 times classificados para o torneio mais importante de League of Legends e seu país de origem:

Coreia do Sul

  • 1) SKTelecom T1
  • 2) KOO Tigers
  • 3) kt Rolster

China

  • 1) LGD Gaming
  • 2) Edward Gaming
  • 3) Invictus Gaming

Taiwan / Hong Kong / Macau

  • 1) ahq e-Sports Club
  • 2) Flash Wolves

América do Norte

  • 1) Counter Logic Gaming
  • 2) Team SoloMid
  • 3) Cloud9

Europa

  • 1) Fnatic
  • 2) H2K
  • 3) Origen

Classificados no International Wildcard

  • 1) paiN Gaming
  • 2) Bangkok Titans

--

E você, como acha que vai ser a performance da paiN Gaming no Mundial 2015? Qual seria o grupo perfeito para que a equipe conseguisse finalmente fazer o Brasil sair da fase de grupos? Tem apostas para Kami vs Faker? Não deixe de conferir o Baixaki Jogos para mais novidades sobre League of Legends e notícias sobre o mundial.

Quais as chances da paiN Gaming no mundial após a vitória da equipe sobre a KLG no Chile? Comente no Fórum do Baixaki Jogos!

Via Baixaki Jogos.

Cupons de desconto TecMundo: