Monitores 4K, suporte ao FreeSync/G-Sync, mouse laser com botão para ajuste de DPI, teclado mecânico com teclas retroiluminadas, controle sem fio, caixas de som e alto-falantes de última geração... Esses são apenas alguns dos aparatos que estão disponíveis para os jogadores hoje, época em que a tecnologia permitiu o surgimento de vários equipamentos para aprimorar a experiência dos gamers.

Contudo, há alguns anos, ser um jogador de PC não era uma experiência tão personalizada assim. Na década de 90, por exemplo, não existiam monitores widescreen (ou UltraWide), teclados e mouses coloridos e cheios de recursos e outros periféricos customizados. Tudo era mais simples e funcionada de acordo com os recursos disponíveis na época.

Para termos uma ideia de como tudo funcionava naquele período, o usuário SuperBabyHix, do Reddit, compartilhou algumas fotos interessantes de como era um PC gamer da década de 90. O hardware pode ser modesto para os parâmetros de hoje, mas era assim que os jogadores se divertiam naquela época.

  • Micron Millennia Pentium 2 com 350 MHz
  • 256 MB de memória RAM
  • 8 GB de armazenamento interno
  • 3Dfx Voodoo2 12 MB
  • GeForce MX400 com 64 MB
  • Sound Blaster AWE 64W

DOOM II, Duke Nuken 3D, Quake II, Prince of Persia 3D, Unreal, SimCity 2000. Esses eram alguns dos jogos que faziam sucesso na década de 90.

Mouse, teclado e controle já eram os periféricos essenciais de qualquer gamer.

O gabinete que guardava todo esse "poder de fogo" não era nem um pouco assustador.

O InterAct PC Propad 4 era um acessório que se conectava ao PC e permitia uma jogabilidade de console de mesa.

Um sistema de som já era essencial para oferecer uma experiência digna naquela época. Na foto, um alto-falante Bic Venturi e um amplificador Lepai 2020a.

E o tradicional joystick completava a experiência. Esse acessório era realmente monstruoso para os padrões atuais.

Veja como era um PC gamer da década de 90. Dá para sentir saudades? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: