A Electronic Arts continua sua busca pela redenção após ter “esfriado” no mercado diante de lançamentos que impactaram diretamente o line-up da gigante – a não ser pela linha de jogos de esporte, que segue intacta. A conferência da empresa na Gamescom 2015 pode não ter sido épica, mas trouxe muita energia dos títulos mais aguardados das próximas safras.

Mais demonstrações e menos anúncios

Em termos de anúncios, tivemos basicamente duas coisas: uma nova expansão para The Sims 4, Get Together, e a revelação de um novo modo de combate para Star Wars: Battlefront, o Flight Squadron. O modo promete disputas acirradas entre X-Wings e Tie Fighters num estilo clássico de “rival contra rival”, com 20 jogadores de cada lado e uma série de veículos controlados pela inteligência artificial.

Os jogadores vão pilotar “alguns dos veículos mais icônicos vistos no universo de Star Wars”, incluindo os mencionados X-Wings e Tie Fighters, A-Wings e até mesmo a Millennium Falcon. Um novo planeta foi apresentado: Solust, onde rolam as batalhas aéreas.

A expansão de The Sims 4 adiciona um novo mundo ao simulador de vidas, bem como novas roupas, itens e funções para seus Sims.

As outras novidades apresentadas se canalizaram em quatro jogos: Plants vs. Zombies Garden Warfare 2, The Old Republic, Need for Speed e, por fim, Mirror’s Edge Catalyst.

  • Garden Warfare 2: três novas plantas heroicas para controlar no shooter foram reveladas. São elas: Rose, uma rosa com poderes místicos, Colonel Corn, uma espécie de suporte aéreo, e Citron, um robô caçador de recompensar que vem do futuro. Alguns detalhes da jogatina solo também foram apresentados.

  • Knights of the Fallen, a expansão de The Old Republic: a EA classifica o conteúdo adicional como “um retorno às raízes da maneira de contar histórias da BioWare”. A expansão será gratuita para quem já joga e será lançada no dia 27 de outubro, com nove capítulos iniciais de uma nova saga.

  • Need for Speed: o novo capítulo da consagrada franquia automobilística é, na verdade, uma releitura daquilo que a série representou em seus primórdios – principalmente na época de Need for Speed: Underground. A exibição do jogo na Gamescom mostrou a utilização dos cinco ícones do circuito de corridas que você vai encarar no título. Tecnicamente, a qualidade está impecável. A física dos carros é responsiva e eficiente, com ótima mistura de realismo e “Velozes e Furiosos”. Os automóveis têm detalhes minuciosos e absurdamente delineados graças ao motor Frostbite, que também traz atores reais nos vídeos em live action.

  • Mirror’s Edge Catalyst: demonstração curta e dentro daquilo que já sabemos. O gameplay mostrou Faith fazendo aquilo que mais sabe: parkour numa ambientação sci-fi e tráfico de informações numa busca por vingança.

  • Unravel trouxe um novo gameplay que surpreendentemente mostrou um jogo desafiador, com diversos elementos do gênero clássico de plataforma e puzzles de fritar neurônios. O indie continua com um belo visual e foi uma das surpresas da E3.

A apresentação fechou com um pitaco de FIFA Ultimate Team, também com aquilo que já sabemos. Os que esperavam por algo de Mass Effect Andromeda vão ter de esperar até a E3 do ano que vem, pois nada do game foi mostrado.

A conferência apenas trouxe alguns complementos de tudo o que conferimos da EA na E3 e ao longo das últimas semanas. A empresa já está com um forte line-up e, sem muitos anúncios, teve uma apresentação morna. O ciclo de anúncios de 2015 da companhia se encerrou.

O que você achou da conferência da EA na Gamescom 2015? Opine no Fórum do Baixaki Jogos.

Via Baixaki Jogos.

Cupons de desconto TecMundo: