Pois é, entre todos os ferimentos relacionados aos gamers e seus jogos, parece que estamos diante do caso mais vergonhoso: um homem simplesmente rasgou um tendão de seu dedão. E isso não ao exagerar numa partida difícil de Rock Band. Nem ao se acidentar em uma disputa de dança em Just Dance. Mas de jogar Candy Crush.

O bizarro caso ocorreu com um homem de 29 anos e tornou-se foco de estudo do Centro Médico Naval de San Diego por dois motivos, segundo o Live Science. Primeiro porque, para tal, foi preciso jogar uma quantia absurda de tempo: ele teria jogado o dia todo, todos os dias, por um período de “seis a oito semanas”.

Em segundo lugar, um ferimento como esses nem de perto é apenas “desconfortável”. Até causar essa ruptura de tendão completa, a “vítima” teria sofrido de dores severas no dedão por vários dias – o que impediria a maioria das pessoas de jogar.

Sem dor não há prazer

E por que essa pessoa teria demorado tanto para ir até um médico? O fato é que o homem não-identificado nem mesmo teria notado a dor durante a jogatina.

“Nós precisamos estar cientes de que certos jogos podem agir como analgésicos digitais” explicou o Dr. Andrew Doan, co-autor do caso relatado, fazendo uma comparação ao prazer sentido por atletas ao correr demais, mesmo com a dor causada em seus músculos.

Mesmo sendo capaz de aguentar o desconforto por algum tempo, agora o acidentado precisa de cirurgia para reconstruir o tendão danificado. E você agora tem bons motivos para pegar mais leve na jogatina: não importa se nos consoles, portáteis ou dispositivos móveis, exagerar nos games pode custar caro.

Cupons de desconto TecMundo: