Grande sucesso da atualidade na TV, Game of Thrones tem uma porção de ingredientes que fazem com que a série se destaque: personagens carismáticos, violência na medida certa, cenas de sexo e uma ambientação fantástico. Esse universo criado por George R. R. Martin fica marcado na mente do público por conta da abertura épica do seriado, que mostra os reinos de Westeros sendo erguidos pouco a pouco. Então, que tal mesclar essa parte da produção com um mundo icônico dos games? O escolhido para a empreitada só poderia ser um: Hyrule.

A franquia Zelda é conhecida mundialmente e, em suas décadas de existência, provou que um mundo de fantasia, com elfos, fadas e árvores falantes, ainda pode conquistar jogadores e manter sua importância no mercado. Porém, para muitos fãs de longa data da série da Nintendo, a aventura protagonizada por Link no Super NES ganhou um lugar especial em seus corações. Esse parece ser exatamente o caso do youtuber Megasteakman, que utilizou uma produção similar à da HBO para homenagear o mapa de The Legend of Zelda: A Link to the Past.

Dá vontade de jogar novamente o game só de olhar para essa imagem.

O resultado é belíssimo, com cada detalhe do mundo de Hyrule surgindo progressivamente aos olhos do espectador. Um panorama geral ativa instantaneamente a nostalgia de qualquer um que tenha experimentado pelo menos algumas horas do clássico título para a plataforma 16 bits da Big N ou, pelo menos, curtido The Legend of Zelda: A Link Between Worlds, para 3DS – que se passa no mesmo universo. A partir daí, o voo da câmera faz uma viagem pelos cantos mais conhecidos do game, fazendo com que você se lembre da saga criada ali.

Muros são erguidos, moitas e cercas se posicionam no cenário e vila nascem do solo, com suas casas prontas para receber um visitante bastante inusitado – pronto para quebrar qualquer peça de cerâmica no local. Para chegar ao resultado exibido no curto clipe, todo o ambiente, os itens, as construções e as modelagens em geral foram feitos no Cinema 4D, utilizando a engine de renderização Octane – visando uma atmosfera semelhante à da abertura de Game of Thrones. A bela música de Mattia Cupelli complementa o clima da produção.

Apesar do trabalho praticamente perfeito dos envolvidos em Game of Hyrule, só o Light World do jogo é mostrado, fazendo com que ficássemos na expectativa por dar uma olhadinha também no Dark World. Nós aprovaríamos, ainda, uma tomada da região na qual a Master Sword está cravada na pedra e um easter egg simples com uma revoada das temidas galinhas – não mexa com elas, sério. E você deu falta de alguma coisa importante na viagem aérea feita pelo mundo de A Link to the Past? Deixe sua opinião mais abaixo, na seção de comentários.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: