Em janeiro de 2014, a China revogou a proibição da venda e fabricação de video games que vigorava desde o ano 2000. No entanto, o comércio desses produtos estava permitido apenas na zona de livre comércio de Shangai, a mais populosa cidade do país, a título de teste.

Agora, de acordo com o site Bloomberg, os governos locais foram solicitados a enviar para o Ministério do Comércio chinês um plano com regras detalhadas sobre o comércio e fabricação de consoles.

A Microsoft foi a primeira fabricante estrangeira a vender seu video game no território chinês, ao lançar o Xbox One em setembro. A Sony tinha planos de comercializar o PlayStation 4 em janeiro, mas adiou o projeto indefinidamente para se adequar às regras do país. A Nintendo não anunciou nenhuma estratégia mais concreta para o país.

O Ministério da Cultura ainda precisa aprovar o games antes de serem comercializados. As companhias de video game estão de olho nesse mercado, que a consultoria PricewaterhouseCoopers LLP estima ser de US$ 10 bilhões. Companhias locais também estão na corrida, como a ZTE, que lançou o Fun Box, e a Multimedia Technology Holdings, com seu T2.

Cupons de desconto TecMundo: