Uma coisa que a sétima geração de consoles ensinou às produtoras foi o lema “faça um game, mas tenha sempre algo na manga para oferecer posteriormente aos jogadores”. Seja alguma coisa cosmética, um mapa extra ou a adição de um personagem inédito, o fato é que os conteúdos adicionais para download fazem parte de uma realidade que dificilmente deixará de existir. O motivo que nos leva a acreditar nisso? Simples: eles são (muito) lucrativos. 

Para termos uma ideia, vamos observar o caso da Electronic Arts. A imagem que você confere abaixo (e que dá uma ideia de como andam as vendas online da companhia) mostra que a aquisição de extras por download é, atualmente, a que responde por boa parte da sua receita – de US$ 2,2 bilhões obtidos nos últimos 12 meses, US$ 921 milhões foram gerados apenas pela comercialização dos pacotes de conteúdo.

“Ah, mas outras áreas também cresceram”, você pode dizer. E, de fato, observando apenas o fator crescimento é possível perceber que a venda de jogos digitais foi a que mais aumentou durante o período (36%), mas a renda gerada por ela ainda é baixa (US$ 420 milhões). E, evidentemente, isso nos leva a crer que, ao menos na cabeça de executivos financeiros, cifras valem mais que porcentagens. 

Tendência que veio para ficar 

Há quem defenda que as empresas deveriam entregar pacotes completos dentro de um jogo (ou seja, você paga pelo game e leva tudo que tem direito, mais ou menos como acontecia até a geração PlayStation 2). Porém, cada vez mais desenvolvedores passam a adotar a ideia de venda de conteúdo após o lançamento, incluindo nesse grupo aqueles que trabalham de forma independente. 

Até existe a opção de garantir um Season Pass para ter acesso a todo conteúdo que será disponibilizado posteriormente (ou boa parte dele). Entretanto, aqueles que não querem investir mais nisso acabam tendo uma experiência “capada” depois de um tempo, já que a tendência é que um grupo passe a explorar mais as áreas ou extras pelos quais pagaram em detrimento daquilo que está no conjunto original. 

-------------------------------------------------

E você, é do tipo que curte comprar mapas, personagens e qualquer outro tipo de material que seja disponibilizado após o lançamento do game ou está no grupo daqueles que acham que já está de bom tamanho o fato de as empresas lucrarem apenas com a venda dos jogos? Deixe a sua opinião no espaço destinado aos comentários.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: