Os fãs de eSport amanheceram com uma notícia bombástica vindo diretamente da Coréia do Sul. A divisão do governo que cuida dos games competitivos no país, a KeSPA, foi aprovada como uma das organizações a entrar no comitê olímpico coreano ao lado de outras três modalidades.

Embora a conquista não inclua necessariamente a entrada de games nas Olimpíadas, ela já mostra que a força do eSport é constante no país. Ao lado do xadrez, que é reconhecido como um esporte olímpico pelo Comitê Internacional, os jogos eletrônicos na Coréia do Sul precisam ainda subir um nível para ganharem definitivamente uma competição oficial no país e, futuramente, no mundo.

Outro empecilho é que, ao contrário das demais organizações que são filiadas aos comitês olímpicos, a KeSPA não representa uma modalidade específica. League of Legends, DotA 2, Counter-Strike, Hearthstone: Heroes of Warcraft e Starcraft II são apenas alguns dos títulos de peso no eSport que são gerenciados pelo órgão, e isso dificultaria a viabilização de um torneio para todos — ou até mesmo a escolha de um ou dois representantes da “categoria”.

Tudo isso sem falar na discussão se games poderiam ser um esporte de verdade, algo que até já expressamos em uma coluna no BJ.

Enquanto a notícia se espalha e aquece a discussão no Reddit, a comunidade aguarda atentamente por mais notícias para saber o quão longe a conquista levará o mundo dos games profissionais. Já imaginou aquele seu time favorito sentado na telinha da televisão para representar seu país no DotA 2 ou no League of Legends?

Um pouco da KeSPA

A KeSPA é um órgão fundado em 2000 pelo Ministério da Cultura, do Esporte e do Turismo da Coréia do Sul para gerenciar as competições de diversos games pelo país, contando ao todo com 28 títulos abraçados pela organização. Desde então, ela serviu de canal para que os grandes eventos e propostas fossem possíveis.

Uma das iniciativas mais reconhecidas foi a viabilização de canais de televisão focados no eSport, como a Ongamenet e MBC Game, que desde as grandes competições de Starcraft: Brood War já transmitiam conteúdos voltados aos games profissionais.

A KeSPA também controla as equipes e jogadores profissionais, inclusive realizando classificatórias para distribuir os certificados para que os ciberatletas possam competir nas ligas de alto nível.

Agora, com foco nos esportes convencionais, eles seguem para colocar o nome dos eSports na competição mais antiga da humanidade... Mas será que eles irão conseguir?

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: