Alguns podem nem fazer ideia, mas a Sony utiliza memórias fabricadas pela Samsung em seu console principal, o PlayStation 4. Ao todo, são 16 chip (modelo K4G41325FC-HC03) de 512 MB GDDR5 que resultam no total de 8 GB que o video game possui. Quem nos proveu com essa preciosa informação foi o site ifixit, tradicional grupo que costuma fazer a desmontagem de uma série de eletrônicos (já fizeram com o Wii U e o Xbox One, por exemplo).

E há alguns dias, a própria Samsung, através de seu site oficial, anunciou que deu iniciou a produção em massa de um novo chip (modelo K4G80325FB-HC25), o primeiro a contar com 8 gigabits GDDR5 baseado na processo de fabricação em 20 nanômetros. Mas o que isso tudo isso tem a ver com o PS4 Slim?

Novos chips da Samsung apresentados recentemente.

Juntando as peças

Aqueles que não estão acostumados com o linguajar da informática podem achar difícil encontrar relação entre o novo chip da Samsung com uma versão reduzida do console da Sony. Mas vamos às contas: o recém-anunciado componente da sul-coreana possui a capacidade de 8 gigabits. Considerando que 1 gigabyte equivale a 8 gigabits, podemos dizer que esse novo chip possui exatamente 1 gigabyte.

Ou seja, caso a Sony deseje incorporar esse componente ao seu console e manter a mesma quantidade de memória (o que é muito provável que vá acontecer), ela vai precisar de apenas 8 chips e não 16 como na versão atual do video game. A diminuição pode não significar uma redução no tamanho da placa que contém esses componentes, mas é um bom indício que se une aos que ainda vamos apresentar.

Chips da Samsung usados atualmente no PlayStation 4.

Mais argumentos

Ainda na página de apresentação do novo chip da Samsung, alguns excertos nos dão as dicas necessárias para acreditar que esse componente será usado no console. Sun Choi, vice-presidente executivo de vendas de memórias e marketing da sul-coreana, disse o seguinte: “Esperamos que o nosso chip de 8 Gb [gigabits] GDDR5 vá fornecer às fabricantes de equipamentos originais a melhor solução em memórias gráficas disponível para os consoles, notebooks e PCs”.

Além disso, a própria descrição do componente nos dá a entender o que muitos esperam: “Projetado para uso em placas gráficas para PCs e aplicativos de supercomputação, além de memórias integradas para consoles e notebooks, estes novos chips fornecem uma extensa quantidade de largura de banda para processar grandes fluxos de dados de alta qualidade orientados graficamente”.

Porém, o trecho que mais nos leva a crer na relação entre esses novos componentes e uma versão reduzida do PS4 é o seguinte: “Combinando apenas 8 desses novos chip de 8 Gb vai ser possível atingir a mesma densidade que os 8 gigabytes (GB) necessários nos mais recentes consoles”.

Conceito do PS4 Slim.

“BJ, você está viajando”

Como já dissemos, mesmo que seja possível reduzir o tamanho da placa principal que contém as memórias do console, isso não significa que o video game como um todo reduzirá de tamanho. Porém, se a compactação não começar em algum lugar, a Sony jamais produzirá uma versão diminuta do PS4.

Já que são os componentes internos que determinam o tamanho final desse produto, considerar a possibilidade de que eles podem ocupar menos espaço nos leva a crer que o PS4 pode sim diminuir de tamanho. E esse, quem sabe, pode ser o primeiro passo para o que muitos estão esperando ansiosamente. Vamos torcer para que sim.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: