Entre a comunidade gamer há quem discuta a validade de jogos que ofereçam experiências em vez de gameplay, principalmente entre os títulos que surgem no cenário indie. Produções como Dear Esther, Gone Home e The Stanley Parable, por exemplo, são as primeiras que vêm à mente quando se pensa no assunto. Porém, esses nomes não chegam no impacto emocional criado por “That Dragon, Cancer”, um indie que recria os desafios reais enfrentados por uma criança pequena que lutou contra o câncer por toda sua vida.

Ryan e Amy Green resolveram fazer uma homenagem em vida ao seu filho Joel, que sofria com um câncer no cérebro desde seu primeiro ano de vida, se aliando com o desenvolvedor Josh Larson para criar o game e compartilhar os momentos mais difíceis de suas vidas. A ideia era criar uma experiência poética e cheia de significados, passando uma mensagem de esperança.

O jogo é utiliza as mecânicas básicas de um point-and-click tradicional, mas sem introduzir puzzles e barreiras para o público, só exigindo que você esteja presentes nos principais momentos da curta vida da criança. Para que todo possam ter uma sessão de jogo semelhante, os controles foram mantidos em um nível básico, acessível tanto para o gamer de longa data como pais que estão passando pela mesma situação e nunca encostaram em um video game.

Financiamento coletivo

Para levar o projeto à frente, a equipe resolveu contar com a colaboração dos internautas, criando uma página no Kickstarter e pleiteando US$ 85 mil para a produção do título. Há pouco menos de três dias para a data limite, “That Dragon, Cancer” conseguiu finalmente ultrapassar a marca desejada, obtendo cerca de US$ 89 mil até o momento, o que garante o financiamento do game.

Uma prévia do jogo já foi exibida em alguns eventos pelos Estados Unidos, atingindo mais de 1.500 jogadores – muitos dos quais foram às lágrimas com a experiência. A versão completa do game é aguardada para outubro de 2015, em lançamento simultâneo no Ouya e na Steam, e Ryan e seu time esperam conseguir enriquecer ainda mais a história universal da luta contra o câncer.

O pequeno Joel já estava em fase terminal da doença e faleceu em março deste ano, fazendo com que a produção se torne ainda mais significativa, imortalizando a história do garoto e de sua família.

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: