37 mil euros, de acordo com a cotação de hoje (03), é equivalente a nada menos que 114.330 reais. Com esse dinheiro, seria possível comprar uma casa, ou um carro importado, ou dezenas de eletrônicos caros.  Com esse dinheiro, você poderia comprar os três consoles e dois portáteis da geração atual e, provavelmente, quase todos os jogos já lançados para cada um deles.

Pois bem, 37 mil euros foi o valor que um garotinho da Bélgica gastou no jogo free-to-play Game of War: Fire Age. Para fazer essa conta extravagante, o pimpolho, que não teve seu nome revelado, usou por meses o cartão de crédito do avô.

“Quando eu estava planejando sair de férias, eu pedi ao Robin [nome fictício] que instalasse alguns ebooks em meu tablet”, explicou a mãe. “Para comprar esses livros, eu tive que dar a ele o cartão de crédito do meu pai”.

Foi apenas cadastrar o cartão e o menino descobriu que uma infinidade de itens e possibilidades de progressão estavam disponíveis para seu personagem. Ele  jurou para a mãe que não sabia que estava gastando dinheiro de verdade.

As polêmicas microtransações

O sistema de microtransações é um assunto ainda meio controverso na comunidade gamer. Enquanto alguns jogos, como Team Fortress, apenas oferecem elementos cosméticos como chapéus, vários outros “travam” o jogador que não abre a carteira para adquirir itens e aperfeiçoar seu personagem.

Neste caso específico, há outro aspecto questionável: a expressão “free”, que acaba levando muitas pessoas a realmente acharem que tudo dentro do game é, de fato, grátis. “Enquanto você está jogando, toneladas de anúncios aparecem na tela, tem até mesmo um jogo de cassino dentro do game que você pode jogar”, contou a mulher.

“Você precisa clicar apenas uma vez para fazer uma compra e gastar dinheiro de verdade, e foi isso que ele fez várias e várias vezes, sem saber que na verdade estava gastando dinheiro de verdade, até porque nada mostra a quantidade que você já pagou.”

“Free-to-play”

A Comissão Europeia deu recomendações claras em julho de 2014 para que aplicativos que usassem microtransações parassem de se autointitular “gratuitos” ou “free-to-play” —a Google Play aderiu ao pedido, mas a App Store ainda não se adaptou. A Machine Zone, empresa por trás de Game of War: Fire Age ainda não se pronunciou sobre o ocorrido.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: