A desenvolvedora Rovio não para de lançar novos games da série Angry Birds e tem anunciado há algum tempo um longa-metragem baseado na franquia, mas parece que nem todos lá dentro da empresa estão felizes com o andamento dos negócios. A companhia finlandesa anunciou o corte de um máximo de 130 funcionários, que equivalem a 16% do quadro total.

Mas não precisa entrar em pânico, os Angry Birds não vão parar de voar tão cedo: em uma postagem no blog oficial, a Rovio afirma que o corte tem como objetivo "simplificar a organização em torno de três negócios-chave com o maior potencial de crescimento". Os setores são games, mídia e produtos licenciados (como pelúcias e brinquedos em geral).

Apesar de não significar problemas financeiros, a tal simplificação provavelmente foi discutida após o último crescimento da Rovio ter caído pela metade. Os fãs já não estão mais tão deslumbrados com os passarinhos raivosos. Apesar disso, um novo investimento de US$ 31 milhões ter sido aplicado. O CEO atual, Mikael Hed, sairá do cargo em janeiro de 2015.

Cupons de desconto TecMundo: