Um dos maiores dramas de ser gamer no Brasil é que, definitivamente, temos que fazer um verdadeiro investimento por cada jogo comprado, incluindo os consoles e os acessórios. Se por um lado nosso mercado amadureceu, por outro o governo ainda demora para dedicar a devida atenção a um segmento que cresce exponencialmente aqui dentro (e mundo afora). Pois bem: após uma proposta ter sido divulgada no portal e-Cidadania, no qual qualquer usuário pode apresentar ideias de projetos de lei, o Senado direcionou seu olhar ao assunto.

Um dos inscritos, Anderson Borba, entrou em contato com o TecMundo Games previamente para comunicar a novidade. Apresentada na última segunda-feira (8), a ideia ganhou seguidores em velocidade recorde: no momento em que esta notícia é publicada, nada menos que 74.299 apoiadores defendem a causa.

Atenção do Senado em pouco tempo

Com isso, a Sugestão Legislativa (SUG) 15/2017, que prevê redução de impostos em jogos eletrônicos, começa a ser discutida na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado. Estamos falando em apenas cinco dias de petição.

O autor dela, assim como, inquestionavelmente, todos os outros brasileiros, considera “alta a carga tributária incidente sobre esse tipo de produto e entende que isso desestimula os brasileiros e comprarem games”, de acordo com o portal do Senado. Por isso, o fã propõe fixar em 9% os impostos cobrados nesses jogos. O senador Telmário Mota (PTB-RR) foi designado relator da matéria e deve emitir parecer inicial sobre a proposta.

Saiba mais sobre o e-Cidadania

Qualquer cidadão pode propor ideias legislativas por meio do referido portal. Acessando o sistema, é possível cadastrar a proposta, que fica disponível para que outros internautas conheçam. Havendo quórum de pelo menos 20 mil internautas em um período de 120 dias (dois meses, precisamente), “ela será levada para deliberação na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado, que decidirá se a transforma em projeto de lei ou se a arquiva”, diz o site.

Clique aqui para conferir a proposta em tempo real e também manifestar seu apoio. Vamos fazer volume! E deixe seu parecer aqui no campo de comentários para que possamos discutir o assunto.

Cupons de desconto TecMundo: