Geralmente, a Capcom lança versões "Super" de seus games Street Fighter e isso era esperado para a edição mais recente do jogo. Mas a própria empresa já avisou que desta vez a história vai ser diferente. Ou seja: não veremos um Super Street Fighter V chegando ao mercado.

De acordo com a companhia, isso acontece porque a Capcom conseguiu inovar em SFV, trazendo novas ofertas de serviços adicionais ao jogo-base e sem que seja preciso lançar um novo game para isso — tanto com funções adicionais grátis quanto conteúdos premium pagos.

Com isso, a desenvolvedora quer assegurar que seus clientes adquiram seus jogos e não os vejam ficar obsoletos rapidamente — sendo que a compra de DLCs já seria suficiente para sanar qualquer falta de conteúdo, desde personagens até novos modos.

Você acha que essa é uma boa tática ou seria melhor relançar o game como um Super Street Fighter V?

Cupons de desconto TecMundo: