Resident Evil 7 está chegando e talvez seja a maior mudança que a franquia já viu em toda sua história. Se você ainda não está por dentro do que estamos falando, a gente preparou esse vídeo muito especial sobre o jogo.

Mas, além disso, o nosso redator e apresentador Guilherme Sarda, esteve na PlayStation Experience, o maior evento da Sony para sua família de consoles, e recebeu um convite da Capcom para conversar um pouco com os produtores do jogo.

Na ocasião, Sarda se reuniu com Masachita Kawata, produtor de Resident Evil 7  e envolvido com a franquia já há muitas gerações, e Tsuyoshi Kanda, diretor de comunicação e marketing da empresa para o título, além de colaborador da companhia em dezenas e dezenas de títulos.

Masachita Kawata, Guilherme Sarda e Tsuyoshi Kanda conversam sobre Resident Evil 7

O bate-papo durou cerca de 20 minutos e todas as perguntas e respostas vocês conferem a seguir:

TecMundo: O que vocês esperam atingir com esse novo Resident Evil? Esse jogo vai ser uma mistura do passado de Resident Evil em uma nova fórmula?

Masachita Kawata: Em termos de direção, é um grande desafio seguir o caminho que estamos seguindo e com certeza tivemos nossas dúvidas. Porém, com base na recepção positiva dos fãs até o momento, creio que estamos na trilha certa.

TecMundo: Ao trabalhar em um jogo como esse, como é possível assustar o público nos dias de hoje, quando eles já viram todo tipo de coisa maluca e assustadora?

Kawata: Esse ainda é um Resident Evil tradicional, ortodoxo. Mas quando você vê as novidades no sentido da engine, dos gráficos, dos novos mecanismos e das experiências, temos certeza de que estamos no topo do mercado em sentido tecnológico. Então estamos confiantes de que vamos poder entregar algo novo, assustador e, ao mesmo tempo, divertido para todos os fãs.

Tsuyoshi Kanda: Além de toda essa parte tecnológica, nós dedicamos horas e mais horas ao aspecto sonoro do jogo; nos certificamos de que o nosso áudio é o melhor possível. Você quer jogar Resident Evil 7 no escuro, com o melhor áudio possível, e isso vai fazer você entrar ainda mais profundamente na atmosfera dele.

TecMundo: Resident Evil 7 terá um sistema de saves diferenciado de acordo com as dificuldades do game. Isso significaria que o jogador vai poder ter experiências diferentes de acordo com suas decisões ou a campanha é totalmente linear?

Kawata: A campanha é primariamente um jogo single player, linear e de survival horror tradicional mas nós queríamos que os jogadores pudessem apreciar cada situação da sua própria maneira e se assustarem o máximo possível. Dito isso, os jogadores podem reagir de maneira diferente a algumas situações, mas sem mudar drasticamente o arco da história. O título definitivamente não é um sandbox totalmente aberto e a história é linear, mas existem muitos momentos opcionais; gostaria aqui de destacar a nova mecânica de Found Footage (fitas VHS que permitem ao jogador experienciar momentos diferentes da história principal do jogo). Nesses momentos, o jogador vai poder mergulhar mais profundamente no mundo de Resident Evil 7, e eles não só são opcionais como podem ser feitos em qualquer ordem, inclusive sendo recapitulados mais ao final do jogo. Então, em termos de flexibilidade e replay, sim, isso está no jogo.

Várias das imagens de divulgação e do clima do jogo fazem referência a clássicos do cinema.

TecMundo: O jogo possui várias homenagens a filmes clássicos de terror, como o jantar que evoca cenas do "Massacre da Serra Elétrica" e toda a ambientação da Mansão Baker. Vocês querem que fãs de cinema clássico reconheçam essas imagens e se interessem por Resident Evil ou elas são apenas uma inspiração artística?

Kawata: Honestamente, é um pouco dos dois. Sim, definitivamente nós estamos nos inspirando em clássicos de terror como Evil Dead, porque filmes como esse são representações clássicas do gênero do terror e nós gostaríamos que esses momentos fossem identificáveis por um público que talvez não jogue video game. Que eles possam ver nosso jogo e imediatamente reconhecer que estão diante de uma obra de terror que pode ser familiar para eles.

TecMundo: Podemos esperar momentos no jogo em que teremos algum ângulo em terceira pessoa e, caso não, vocês sabem que esse vai ser o primeiro MOD a ser feito pelos modders nos PCs, certo?

vamos aceitar essas modificações se elas aumentarem a diversão do jogo

Kanda: Não existe nenhuma mudança de câmera no jogo. Mas em relação aos modders do PC, honestamente? Se eles querem se divertir dessa forma, se eles querem expandir seu gameplay através dessa modificação, não seremos contra isso; vamos aceitar essas modificações se elas aumentarem a diversão do jogo para esses fãs.

TecMundo: Kawata, você esteve mais envolvido recentemente em alguns títulos da série Resident Evil com foco em multiplayer. Você usou parte desse conhecimento ou ele te ajudou de alguma forma no trabalho com Resident Evil 7?

Kawata: Acho que é um pouco incorreto dizer que trabalhei nos jogos focado em combate, acho que é mais uma questão de que estive envolvido mais nos jogos spin-off, nos jogos paralelos, e não na série principal. A diferença entre trabalhar nesses jogos e em um game numerado da série Resident Evil é que as expectativas são muito maiores, tanto do nosso time quanto dos fãs. Mas, de acordo com a recepção dos fãs até o momento, acredito que estou fazendo um bom trabalho.

TecMundo: Para finalizar, conte quais são seus jogos favoritos da série Resident Evil e também qual é o seu filme de terror de todos os tempos.

Kanda: Jogo? Resident Evil 7. Filme? Evil Dead.

Kawata: Meus filmes de terror favoritos são “A Profecia” (o original, não o remake), “O Exorcista” e “The Evil Dead”. Aliás, quanto a “The Evil Dead”, eu gosto do Remake e estou gostando também da nova série de TV. E eu também gosto muito dos trabalhos do diretor italiano Dario Argento. Quanto aos jogos, os meus favoritos são Resident Evil 1, 4 e 7. Eles foram não só revolucionários e inovadores, mas também grandes momentos de transformação na franquia; eles a levaram para grandes momentos de mudança, de desafio e de tentar coisas novas. Então eu me sinto muito honrado de ter me envolvido com alguns desses títulos.

Resident Evil 7 será lançado para Xbox One, PlayStation 4 e PC no dia 24 de janeiro pela CAPCOM. O game poderá ser jogado totalmente através do PlayStation VR (confira a análise completa do acessório aqui), óculos de realidade virtual da Sony, e deve ser, até o momento, o título mais denso e extenso de realidade virtual no mercado.

Guilherme Sarda viajou ao evento a convite da CAPCOM USA.

Cupons de desconto TecMundo: