Conhecida como a inventora do Walkman, a Sony atualmente está longe de ser a gigante da tecnologia que era nos anos 90. Nas últimas décadas, a empresa testemunhou a ascensão da Apple e seu iPod, teve que vender a divisão deficitária de laptops VAIO e falhou em expandir sua marca no mundo dos smartphones — no entanto, em ao menos um ponto ela acertou em cheio: a linha PlayStation.

Um gráfico divulgado pelo site Statista mostra como a divisão de consoles atualmente é a responsável pelas maiores vendas registradas pela empresa — que, no primeiro trimestre fiscal do ano, só teve lucro graças às vendas de seus video games. Com US$ 13,73 bilhões em vendas no terceiro trimestre fiscal, a divisão de games supera com folga setores como Entretenimento Doméstico e Som e Comunicações Mobile.

No entanto, essa dependência pode trazer alguns riscos sérios à companhia, que esta semana enfrenta um grande desafio com o lançamento do PlayStation VR. Bem-sucedido em sua rodada preliminar de vendas, o dispositivo precisa conquistar o coração (e o dinheiro) do público para que a Sony continue aproveitando seu bom momento nos video games.

A companhia deve enfrentar outro desafio semelhante já no próximo mês, quando o PlayStation 4 Pro está programado para chegar às lojas. A fabricante claramente está tentando manter vivo o status adquirido pela geração atual do console, e um novo hardware de sucesso pode ajudá-la a se manter no caminho vencedor — só esperamos que ela seja um pouco mais rápida na entrega de softwares, visto que a maioria dos lançamentos prometidos por ela sequer têm data para chegar às lojas.

Via TecMundo Games.

Cupons de desconto TecMundo: