Segundo um estudo realizado pelo Facebook em parceria com a IQ, 43% das pessoas que jogam no smartphone ou tablet são pais. Ou seja, provavelmente jovens adultos que já tiveram algum filho e que, quando mais jovens, já eram também gamers. Essa pesquisa foi realizada em 12 países, incluindo o Brasil.

Esses mesmos pais e mães gamers também podem estar trocando a TV pelos jogos eletrônicos em plataformas mobile. Isso porque o horário preferido dessas pessoas para jogar é o conhecido “horário nobre” da TV, que vai das 17h às 20h. Dentro desse grupo, 90% dos que gastam dinheiro em jogos mobile fazem isso em games para a família, como títulos educativos que podem ser jogados com as crianças, algo encarado como uma atividade educacional para 89% deles.

Smartphone vs. Outros

Apesar de ser a plataforma mais limitada em questão de espaço de tela, os smartphones são o meio mais comum para jogar entre o público gamer geral nesses 12 países. 71% jogam no celular, 64% no PC, 34% no tablet e 26% no console.

É curioso notar que, por conta da mobilidade, 45% dos jogadores de smartphone fazem isso enquanto esperam algum tipo de atendimento, 44% enquanto usam o transporte coletivo ou durante viagens e, por mais incrível que pareça, 21% jogam no trabalho.

Vale destacar também que jogadores de mercados considerados “em desenvolvimento” passam mais tempo em seus games do que em “mercados desenvolvidos”. Podemos falar também da presença feminina mais marcante no segmento, mobile, plataforma na qual elas quase se igualam a eles.

As mulheres ainda gostam mais de games nos estilos puzzle e estratégia, enquanto os homens são mais adeptos de estratégia e ação.

Cupons de desconto TecMundo: